Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro dobra a aposta no antipetismo ao discursar em reduto do PT

Sob os gritos de 'fora PT' dos simpatizantes, presidente inaugura estação de VLT em Parnamirim, no RN, estado governado por Fátima Bezerra (PT)

Por Da Redação Atualizado em 30 mar 2022, 15h22 - Publicado em 30 mar 2022, 13h24

O presidente Jair Bolsonaro (PL) mirou exaustivamente o PT em discurso nesta quarta-feira, 30, durante a inauguração de uma estação de VLT (veículo leve sobre trilhos) em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, governado por Fátima Bezerra (PT), que disputará a reeleição. A postura mostra que o presidente está disposto a apostar de novo no antipetismo, que foi determinante para a sua vitória eleitoral em 2018.

Em um discurso cheio de referências a Deus e contra o comunismo, o presidente usou até o velho discurso contra o isolamento social para a atacar a governadora. “A ação de muitos governadores — e governadora (enfatizou) –que barbarizaram junto à opinião pública, pessoas que obrigaram o povo a ficar em casa sem medir as consequências”, disse. Na sequência, a plateia começou a gritar “mito” e, depois, “fora PT”.

Bolsonaro também mirou no fato de a maior parte dos estados do Nordeste ser governado pela oposição de esquerda. “Parte dessa população, dessa região, é tida como se fosse subordinada a uma ideologia. Isso não é verdade”, disse.

Lembrou depois que foi em seu governo que a transposição das águas do rio São Francisco. “Água para o Nordeste é uma realidade. Há décadas, obras paradas, inconclusas, usadas apenas para atrair simpatias e votos do nordestino. Com os 900 bilhões roubados da Petrobras, daria para fazer no mínimo sessenta transposições do rio São Francisco”, afirmou.’

Depois, ideologizou ainda mais o discurso. “A luta não é da esquerda contra a direita, mas do bem contra o mal. E o bem sempre venceu. E desta vez não será diferente, o bem vencerá”, afirmou. “É uma alegria estar como chefe do Executivo impedindo que alguém vermelho estivesse no meu lugar. Isso não tem preço”, completou.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês