Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Bolsonaro continua sendo um péssimo cabo eleitoral na Bahia

Pesquisa mostra que o governo do presidente é avaliado como ruim ou péssimo por 57,7% dos moradores do estado; em agosto, esse percentual era de 56%

Por Caíque Alencar 2 dez 2021, 13h23

O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue enfrentando dificuldades para se tornar um bom cabo eleitoral na Bahia.

Levantamento do Paraná Pesquisas mostra que o seu governo é avaliado como ruim ou péssimo por 57,7% dos entrevistados (sendo que 49,4% o avaliam como péssimo). Em agosto, última vez que o instituto fez pesquisa semelhante, esse percentual era de 56% (9,8% como ruim e 46,2% como péssimo). Outra notícia ruim para o presidente é que a taxa dos que consideram a sua gestão como ótima ou boa caiu de 22,9% em agosto para 18,5% em novembro.

O Paraná Pesquisas também ouviu os moradores da Bahia em relação às eleições presidenciais. No principal cenário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 50,4% das intenções de voto contra 21,8% de Bolsonaro. Em terceiro lugar aparecem empatados numericamente Ciro Gomes (PDT) e Sergio Moro (Podemos), ambos com 7,3%. Na sequência vêm João Doria (PSDB), com 1,3%; Alessandro Vieira (Cidadania) e Rodrigo Pacheco (PSD), os dois com 0,2%; ambos empatados tecnicamente com o tucano.

A dificuldade de Bolsonaro em alavancar a sua popularidade na Bahia ocorre em um momento que o presidente tenta encontrar um nome forte no estado para servir de palanque regional para a sua campanha. O principal cotado é o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos).

O levantamento ouviu 2 002 eleitores em 200 municípios da Bahia entre os dias 24 e 28 de novembro. A coleta das opiniões foi feita por meio de entrevistas pessoais telefônicas, sem o uso de robôs. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.