Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro confunde jornal suíço com francês no Twitter ao rebater crítica

Chamado de 'machista, homofóbico e racista' por publicação de Genebra, presidenciável responde ao 'Le Monde' e fala em 'ataques internacionais'

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2018, 20h01 - Publicado em 30 jul 2018, 16h45

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) cometeu uma gafe nesta segunda-feira, 30, ao tentar rebater críticas de um jornal estrangeiro a ele. O Tribune de Genève (Tribuna de Genebra), da Suíça, publicou uma reportagem sobre a candidatura presidencial de Bolsonaro e o classificou como “Trump brasileiro”, “machista, homofóbico e racista”.

A publicação citou ainda o saudosismo do deputado com a ditadura militar, a ponto de dedicar seu voto no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) ao notório torturador Carlos Brilhante Ustra, falecido coronel do Exército que comandou o DOI-Codi em São Paulo.

Ao deparar com a página do jornal suíço e, no canto direito superior, notar a palavra “Monde”, o deputado não teve dúvidas e retribuiu o torpedo. A resposta, no entanto, foi direcionada ao Le Monde, da França. Bolsonaro confundiu a editoria de Mundo (Monde), ou Internacional, do jornal de Genebra com o título do maior jornal francês.

Ao notar o erro, o presidenciável ainda tentou remendar, citando uma notícia publicada pelo jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, em 2014, segundo a qual o Le Monde classificara o deputado como “homofóbico e racista”. Não colou.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)