Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Banqueiros, Pix e a nova fake news eleitoral bolsonarista

Segundo apoiadores do presidente, manifesto a favor das urnas eletrônicas contou com o apoio dos banqueiros porque a ferramenta diminuiu seus lucros

Por Da Redação
Atualizado em 28 jul 2022, 14h12 - Publicado em 28 jul 2022, 11h59

A mais nova tentativa de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) de emplacar uma narrativa falsa na campanha eleitoral tem relação com uma suposta crítica de banqueiros ao atual governo em razão da criação do Pix, sistema de transferências bancárias que caiu no gosto da população.

Depois que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) assinou um manifesto de apoio às urnas eletrônicas e à democracia, bolsonaristas começaram a difundir que a oposição ao atual presidente por parte dos bancos é justificada pelo surgimento do Pix, que teria diminuído os lucros dessas instituições nos últimos anos.

O primeiro a levantar o argumento foi o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), em seu Twitter: “Eles (os banqueiros) podem assinar manifestos contra porque estão livres da perseguição, sim, mas o Banco Central independente coloca em prática o Pix, que por ano transferiu mais de 30, 40 bilhões de reais de tarifas que os bancos ganhavam a cada transferência bancária e hoje é de graça”.

Em sua página oficial do Instagram, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) compartilhou uma foto do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com a manchete “Banqueiros têm a esperança que Lula revogue o Pix”.

Continua após a publicidade

Outra a tratar do assunto foi a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP), também em seu Twitter. “Banqueiros assinam carta em defesa das urnas e da democracia. Bolsonaro manda um abraço por Pix pra eles. Lembrando que o custo do Pix é R$ 0,00 — causando prejuízo bilionário para banqueiros”, escreveu a parlamentar.

O discurso bolsonarista é infundado porque, como mostrou VEJA, os quatro maiores bancos do Brasil tiveram o maior lucro da história no primeiro trimestre de 2022. Juntos, Santander, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil registraram lucro líquido de 24,3 bilhões de reais entre janeiro e março deste ano. A receita de serviços de conta corrente, que incluem as tarifas cobradas por outros meios de transferência, teve queda de 5,7% em relação ao ano anterior — o que representa 1,5 bilhão de reais, valor que, apesar de significativo, não é determinante para o lucro das instituições.

Além disso, como mostra o Radar Econômico, a consolidação do novo sistema de pagamentos virou mote para as instituições oferecerem novos produtos e serviços, como linhas de crédito baseadas exatamente no Pix. O Santander, por exemplo, lançou uma modalidade de parcelamento via Pix com taxas de juros de mais de 2% ao mês.

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.