Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A troca de farpas entre os filhos de Lula e Bolsonaro

O parlamentar ironizou o assalto sofrido pelo filho do ex-presidente na noite da última terça-feira, 17

Por Da Redação Atualizado em 20 Maio 2022, 16h37 - Publicado em 20 Maio 2022, 11h08

No duelo mais recente entre filhos dos dois líderes das pesquisas presidenciais, o caçula do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luis Claudio Lula da Silva, rebateu o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), após o parlamentar ironizar um assalto sofrido por ele na última terça-feira, 17, em São Paulo.

Luis Claudio foi assaltado na Zona Sul de São Paulo, na terça à noite, quando quatro criminosos o abordaram no semáforo e levaram seu celular. “É expropriação que fala? Ou seria mais adequado 100 anos de perdão?”, escreveu Eduardo Bolsonaro em sua conta do Twitter, se referindo ao ditado “ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão”.


A resposta veio na manhã da quinta-feira 20. “Dudu bananinha é um ser desprezível mesmo! Se estamos vivendo num Brasil violento e necessitando, onde crianças precisam assaltar para poder se alimentar, a culpa é do incompetente do seu pai!”, publicou Luis Claudio.

Continua após a publicidade

“Eu não acredito que adolescentes cometam crimes porque gostam… Eles cometem crimes porque temos um governo federal omisso, que não liga para a população”, continuou.

O filho de Lula terminou chamando o núcleo bolsonarista de “família nojenta que comemora a desgraça dos outros”. “Um patriarca egocêntrico, incapaz e limitado não teria como criar uma família de forma decente”, concluiu.

A troca de provocações teve seu último episódio na manhã desta sexta, quando o Zero Três desafiou Luis Claudio a se candidatar na política. “Luleco, você quer mesmo discutir comigo? Candidate-se. Sério mesmo. Eu acho que você enriqueceria o debate”, ironizou de novo o deputado.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)