Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A polêmica fala de Ana Moser que irritou a comunidade de eSports

Nova ministra do Esporte disse que eletrônicos fazem parte do entretenimento e não receberão investimentos da sua pasta

Por Diogo Magri Atualizado em 10 jan 2023, 17h39 - Publicado em 10 jan 2023, 17h25

Em entrevista data nesta terça-feira, 10, a ministra do Esporte, Ana Moser, declarou que não considera os esportes eletrônicos — conhecidos como eSports — uma modalidade de esporte e que, por isso, sua gestão não investirá nesse segmento.

“O esporte eletrônico é uma indústria de entretenimento, não é esporte. ‘Ah, mas o pessoal treina para fazer’. Treina, assim como o artista, assim como a Ivete Sangalo também treina para dar show e ela não é atleta da música. Ela é simplesmente uma artista que trabalha com entretenimento”, pontuou a ministra ao portal UOL. “O jogo eletrônico não é imprevisível. Ele é desenhado por uma programação digital, cibernética. É uma programação, ela é fechada, ela não é aberta, como o esporte”, argumentou.

Ela ainda lembrou que, em 2022, enquanto representante da ONG Atletas pelo Brasil, atuou para que a Lei Geral do Esporte, cuja proposta está em tramitação no Senado, não deixasse o conceito de esporte tão amplo a ponto de poder incluir eSports. “A questão do esporte eletrônico a nível federal ainda não é uma realidade. Não tenho essa intenção (de investir nisso)“, garantiu.

O projeto da nova Lei Geral do Esporte (PL 1.153/2019), do senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), foi aprovado em junho no Senado, com relatoria da também ex-jogadora de vôlei Leila Barros (PDT-DF), e em julho pela Câmara. No entanto, como passou com alterações na Câmara, ainda precisará ser apreciado novamente pelos senadores.

Continua após a publicidade

A declaração de Ana Moser colocou o nome da ministra entre os dez assuntos mais comentados da rede social durante esta tarde, e provocou revolta dos defensores dos esportes eletrônicos.

“Ignorância tremenda da ministra Ana Moser sobre eSports”, escreveu o deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil-SP), um dos apreciadores da modalidade. “Pior ainda é diminuir a relevância dos nossos atletas, que são respeitados mundialmente e trazem muito orgulho e prestígio ao Brasil. Triste que uma pessoa tão desatualizada sobre a realidade atual ocupe um cargo tão importante”, concluiu.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.