Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A dança polêmica que deixou Lula de novo na mira dos conservadores

Parlamentares conservadores reagem a apresentação feita durante encontro da Saúde; ministério diz que coreografia surpreendeu e foi 'inapropriada'

Por Valmar Hupsel Filho Atualizado em 10 Maio 2024, 08h44 - Publicado em 6 out 2023, 16h17

Uma apresentação de dança durante o 1º Encontro de Promoção da Saúde no Brasil, promovido pelo Ministério da Saúde, tem causado polêmica e revolta de parlamentares conservadores. Nela, uma dançarina se apresenta com a saia levantada e rebolando de fio-dental para a plateia, ao som da música “Batcu”, que originalmente é cantada pela drag queen Aretuza Lovi e pela funkeira Valesca Popozuda. Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que a apresentação “surpreendeu pela coreografia inapropriada”.

O vídeo da apresentação foi republicado por parlamentares como os senadores Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e Ciro Nogueira (PP-PI) nas redes sociais. “Enquanto você rala o ano todo para pagar impostos, o Lula torra seu dinheiro assim. Onde está o interesse público nisso?”, afirma Flávio na publicação. “Atenção primária é isso aí?”, questiona Ciro.

O 2º vice-presidente da Câmara, deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), protocolou nesta sexta-feira, 6, um requerimento de informação solicitando esclarecimento à ministra da Saúde, Nísia Trindade, a respeito da apresentação. “Sabe o que eu acho que esse encontro é? É o encontro do fiofó”, disse o deputado. “Estão mais preocupados com o fiofó alheio do que a saúde dos brasileiros”, completou.

Continua após a publicidade

O Ministério da Saúde disse que, “diante do lamentável episódio”, criou uma curadoria para a organização de eventos oficiais. O órgão ficará vinculado ao gabinete da ministra, avaliará os eventos propostos por todas as áreas da pasta. A avaliação considerará a adequação das propostas à missão institucional do Ministério da Saúde.

Veja  a íntegra da nota:

Diante do lamentável episódio envolvendo uma apresentação artística em evento do Ministério da Saúda, a pasta cria curadoria para organização de eventos oficiais.

Continua após a publicidade

A curadoria, vinculada ao Gabinete da Ministra, avaliará os eventos propostos por todas as áreas da pasta. A avaliação considerará a adequação das propostas à missão institucional do Ministério da Saúde.

Sobre o episódio – A Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde promoveu o 1º Encontro de Mobilização para a Promoção da Saúde no Brasil (Em Prosa). O objetivo do evento é apoiar a implementação e a gestão participativa da Política Nacional de Promoção da Saúde a partir do compartilhamento de experiências e da ampliação do diálogo entre gestores e trabalhadores de diferentes estados, com momentos dedicados à diversidade cultural.

A programação contou com a participação de 07 grupos artísticos nos seus intervalos. Uma das apresentações surpreendeu pela coreografia inapropriada.

Continua após a publicidade

O Ministério da Saúde lamenta pelo episódio isolado, que não reflete a política da Secretaria e nem os propósitos do debate sobre a promoção à saúde realizados no encontro, e adotará medidas para que não aconteça novamente.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.