Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A campanha de Romero Jucá nas redes sociais: dicas de culinária e TikTok

Derrotado por margem estreita em Roraima há quatro anos, emedebista se prepara para voltar às urnas em outubro

Por João Pedroso de Campos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
24 jul 2022, 18h17

Desde que perdeu a eleição ao Senado por Roraima por uma diferença de 426 votos, em 2018, e não conseguiu seu quarto mandado na Casa, o ex-senador Romero Jucá (MDB-RR) tem apostado em uma imagem repaginada de olho nas urnas de 2022. Como mostra reportagem de VEJA desta semana, a estratégia não se limitou à aposentadoria do bigode que ostentava há décadas, limado pouco depois da derrota eleitoral, e inclui uma presença mais intensa nas redes sociais.

Se adversários dizem que Jucá está em campanha desde 2019, o ex-senador, de fato, não deixa por menos. Candidatíssimo ao Senado novamente, o cacique emedebista tem feito publicações frequentes em Twitter, Facebook e Instagram, onde soma pouco mais de 380.000 seguidores, e abriu uma conta no TikTok – por ali, pode ser visto até dando dicas de culinária. A atuação digital tenta empurrar um Jucá mais jovial e “descolado”, o que inclui roupas despojadas e vídeos em que aparece tomando banho de cachoeira e dançando forró. “Eu gosto de dançar forró, gosto muito de forró”, diz ele.

A estratégia digital do emedebista envolve também um podcast semanal em que ele trata de assuntos de interesse do estado e o quadro “De carona com Romero”, de vídeos curtos feitos dentro do carro durante suas viagens pelo interior de Roraima, nos quais propagandeia obras feitas com sua ajuda e faz promessas.

Enquanto trabalha no “novo Jucá”, o ex-senador mantém influência nos bastidores de Brasília. Em janeiro de 2019, abriu na capital, em uma mansão no Lago Sul, a Blue Solution Government Inteligence, empresa de lobby na qual é consultor-chefe e cujo nome remete à cor do carpete do Senado. “Antecipamos os riscos regulatórios e elaboramos cenários políticos que possam impactar os negócios da sua empresa”, é o lema do negócio. A empresa está no nome de Rodrigo Jucá, filho do emedebista e diretor comercial e institucional, e Rosilene Brito, mulher de Jucá e diretora administrativo-financeira.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.