Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Você é nosso e nós somos teu’, já disse um petista a Cabral

As relações nada republicanas e muito lucrativas do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral com empreiteiras, expostas hoje pela Operação Calicute, sobreviveram às “investigações” de uma CPI no Congresso. Quando a CPI do Cachoeira, em 2012, esbarrou no ex-dono da empreiteira Delta e ex-amigo de Cabral, Fernando Cavendish, entrou em ação uma operação abafa […]

Por João Pedroso de Campos Atualizado em 30 jul 2020, 21h19 - Publicado em 17 nov 2016, 14h53

A relação vai azedar, mas…

As relações nada republicanas e muito lucrativas do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral com empreiteiras, expostas hoje pela Operação Calicute, sobreviveram às “investigações” de uma CPI no Congresso. Quando a CPI do Cachoeira, em 2012, esbarrou no ex-dono da empreiteira Delta e ex-amigo de Cabral, Fernando Cavendish, entrou em ação uma operação abafa para fazer as apurações dos parlamentares darem em nada. O motivo da preocupação era a lista de contratantes dos serviços de Cavendish que, muito democrática, tinha os governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e, naturalmente, Cabral.

A blindagem, negociada entre lideranças dos três partidos na comissão, foi escancarada graças à astúcia do então deputado Cândido Vaccarezza (ex-PT-SP), que se deixou flagrar pelo SBT esculpindo um monumento à pizza. Disse Vaccarezza a Sérgio Cabral, em uma mensagem de texto tão atenta à concordância quanto ao decoro: “A relação com PMDB vai azedar na CPI. Mas não se preocupe, você é nosso e nós somos teu”.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)