Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Letra de Médico Por Cilene Pereira Orientações médicas e textos de saúde assinados por profissionais de primeira linha do Brasil

Subida de casos de Covid-19: cuidados com os exames diagnósticos

É importante ficar atento aos resultados negativos de autotestes em pessoas que estão com sintomas sugestivos da doença

Por Helio Magarinos Torres Filho 20 jun 2022, 17h09

Nas últimas semanas, vivenciamos o ressurgimento de novos casos de infecção pelo SARS-CoV-2, o vírus causador da Covid-19, atribuídos a uma nova variante denominada B.2, que, na verdade, é uma subvariante da Omicron (BA.1), com maior capacidade de transmissão do que as anteriores, mas ainda sem evidências que demonstre maior propensão para doença grave e hospitalizações. Apesar de aparentemente não ter causado aumento considerável no número de mortes, vem sendo a responsável por uma maior concentração de pacientes que procuram serviços de saúde e lotam as emergências. Além disso, temos sempre que lembrar dos indivíduos mais vulneráveis, como idosos e dos com comorbidades, que permanecem no grupo de maior risco para doença grave.

Desde o início da pandemia, houve grande avanço nos métodos diagnósticos, assim como nas vacinas e terapias mais eficazes. Os laboratórios clínicos se adaptaram e hoje temos testes mais rápidos e precisos para o diagnóstico da Covid-19. Atualmente, além dos testes realizados diretamente nos laboratórios, existem os autotestes, vendidos nas farmácias. Sem dúvida alguma, um grande progresso, pois, além de ajudar a esvaziar as emergências dos hospitais, permite que uma pessoa com resultado positivo possa tomar os cuidados que diminuem o grau de transmissão para outros.

A pesquisa de antígeno para SARS-CoV-2, que é o que é pesquisado nos autotestes, é bastante prática e útil, pois fornece resultados em 15-20 minutos. Entretanto, temos que lembrar que este tipo de teste tem as suas limitações, principalmente quando o resultado é negativo. Diversos estudos demonstram que, dependendo da fase da doença em que o teste é realizado, a sensibilidade pode ser baixa e deixar de diagnosticar casos positivos. Portanto, é importante ficarmos atentos aos resultados negativos em pessoas que estão com sintomas sugestivos de Covid-19 ou que venham a desenvolver os sintomas em seguida. Diversas sociedades médicas recomendam que um teste para pesquisa de antígeno com resultado negativo deve ser repetido ou realizado o exame mais sensível que é o RT-PCR.

Como mensagem final, fica a dica para procurar um médico ou serviço de saúde sempre que nos depararmos com resultados para a pesquisa de Covid-19 inesperados. E isso vale para todo e qualquer tipo de exame laboratorial ou diagnóstico. Outro alerta: é importante o uso de máscaras em ambientes fechados ou aglomerações, além de álcool em gel e, principalmente, completar o esquema vacinal contra a Covid-19. Estas são medidas que continuam a ser as melhores e mais eficazes no combate à doença.

Letra de médico - Helio Magarinos Torres Filho
./.
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)