Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

Na conta do Centrão, R$ 7,6 bilhões em despesas estranhas

TCU registrou "perplexidade" com acordo de Bolsonaro e aliados no orçamento paralelo, do qual 35% foram consumidos em "custeio" nos Estados e Municípios

Por José Casado Atualizado em 1 jul 2021, 10h36 - Publicado em 1 jul 2021, 09h30

Jair Bolsonaro pediu e cinco dos seus principais assessores dedicaram tempo à sessão de ontem de julgamento das contas do governo no Tribunal de Contas da União. Dividiram a atenção Paulo Guedes, da Economia, Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União, e André Mendonça, da Advocacia-Geral da União.

A contabilidade governamental de 2020 foi aprovada com ressalvas. Isso costuma acontecer, porém, desta vez havia um motivo específico de preocupação para Bolsonaro: os R$ 21,9 bilhões em verbas orçamentárias que ele liberou num acordo com os líderes do Centrão — na prática, um orçamento paralelo.

LEIA TAMBÉM: Joice + Kim + Gleisi + Molon = impeachment?

O TCU registrou a “perplexidade” e, também, as peculiaridades dessa operação orçamentária. A maior parte (63%) do dinheiro foi usada para investimento, basicamente pequenas obras. Mas uma parcela significativa (35%) acabou consumida em despesas estranhas.

Foram R$ 7,6 bilhões usados em gastos “de custeio” nos Estados e Municípios, indicados por parlamentares aliados ao governo e de uma forma que o tribunal de contas considera de difícil compreensão. Por isso, o TCU anunciou uma “análise mais aprofundada”.

Invenção do Centrão, com aval de Bolsonaro, o orçamento paralelo nasceu errado, teve mais de um terço dos recursos consumidos de forma errada nos Estados e Municípios, e ontem acabou confirmado como promissora fonte de confusão política durante o segundo semestre.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês