Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
José Casado Por José Casado Informação e análise

“Ele traiu a confiança do povo, ignorou a vontade dos eleitores e mentiu”

Frases

Por José Casado Atualizado em 14 jun 2022, 11h14 - Publicado em 14 jun 2022, 10h00

“Na semana passada, o comitê apresentou uma prévia de nossas descobertas iniciais sobre uma conspiração, supervisionada e dirigida por Donald Trump, para anular os resultados das eleições presidenciais de 2020 e impedir a transferência de poder – um esquema sem precedentes na história americana. Meus colegas e eu não queremos perder tempo falando sobre nós mesmos durante essas audiências, mas como alguém que concorreu algumas vezes, posso te dizer: no final de uma campanha, tudo se resume aos números. Os números indicam o vencedor e o perdedor. Na maioria das vezes, os números não mentem. Mas se algo não bate com os números, você vai ao tribunal para obter uma resolução. E esse é o fim da linha. Aceitamos esses resultados. É isso que significa respeitar o Estado de Direito. É isso que significa buscar cargos eleitos em nossa democracia. Porque esses números não são apenas números. São votos. São seus votos. Eles são a vontade e a voz do povo. E o mínimo que devemos esperar de qualquer pessoa que busca um cargo de confiança pública é a aceitação da vontade do povo — ganhar ou perder. Donald Trump, não. Ele não tinha os números. Ele foi ao tribunal e ainda não tinha os números. Ele perdeu, mas ele traiu a confiança do povo americano. Ele ignorou a vontade dos eleitores. Ele mentiu para seus apoiadores e para o país. E ele tentou permanecer no cargo depois que o povo o demitiu — e os tribunais confirmaram a vontade do povo. (…) Contaremos a história de como Donald Trump perdeu uma eleição — e ele sabia que havia perdido uma eleição — e, como resultado de sua derrota, decidiu atacar nossa democracia. Um ataque ao povo americano, tentando roubá-lo de sua voz em nossa democracia. E, ao fazê-lo, acendeu o pavio que levou à terrível violência de 6 de janeiro [de 2021], quando uma multidão de seus apoiadores invadiu o Capitólio [sede do Congresso americano], enviada por Donald Trump, para impedir a transferência de poder.”

(Bennie G. Thompson, deputado de Mississipi pelo Partido Democrata, ontem, na abertura da segunda audiência pública do comitê bipartidário da Câmara que investiga a tentativa fracassada de golpe de estado de Donald Trump para se manter no poder. Thompson preside o comitê.) 


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)