Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Felipe Moura Brasil

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".
Continua após publicidade

Romário agora diz que já teve conta no BSI. Eu mostro a contradição do senador!

Mentira tem perna curta, peixe

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 31 jul 2020, 00h01 - Publicado em 27 nov 2015, 08h23

Analisei aqui, na noite de quinta-feira, os detalhes do caso Romário/BSI.

Nesta sexta, O Globo publica uma entrevista com o senador.

Romário Globo

A declaração de Romário que virou manchete é a seguinte:

“Quando jogava na Europa, tive conta no BSI, só não sei o ano.”

Continua após a publicidade

Ah, teve, é? Então o discurso do senador mudou.

Veja o que ele publicou no Facebook em 31 de julho, após a matéria “Romário: essa conta não fecha“, publicada pelo site de VEJA quando a revista ainda desconfiava do desmentido do senador.

Captura de Tela 2015-11-27 às 08.05.05

Sim, você leu direito: “Fui à Suíça e o banco admitiu que nunca tive vínculo com eles.”

Continua após a publicidade

Mas como pode o banco ter admitido que Romário nunca teve vínculo com eles se agora o senador diz que já teve conta no BSI? Mentira tem perna curta, peixe.

Como mostrei aqui, o banco só afirmou, em agosto, que Romário “não é o titular dessa conta”, sem nem falar se era ou não titular de alguma outra conta, nem se já teria sido correntista no passado.

A prisão do colega Delcídio do Amaral (PT-MS) e agora de seu advogado, Edson Ribeiro, detido no Rio de Janeiro nesta sexta, é que “baixou o tom” de Romário, impelindo-o a recuar.

Eles foram flagrados em gravação dizendo que “tinha conta realmente do Romário”, “e em função disso [ele e Eduardo Paes] fizeram acordo” político para que o senador apoiasse o candidato de Paes, Pedro Paulo, à prefeitura do Rio de Janeiro:

Continua após a publicidade

“Tinha dinheiro no banco que foi encontrado. ‘Tira [o dinheiro da conta], senão você vai preso’”, acrescentou Ribeiro, citando um sujeito indefinido que poderia ser, ou não, o banqueiro também preso André Esteves, o próprio Eduardo Paes ou o irmão do prefeito, Guilherme Paes, sócio de Esteves no BTG Pactual, dono do BSI.

Parece que Romário já está se precavendo para o caso de algum deles confirmar às autoridades o que disseram na gravação. Mais um motivo para Rodrigo Janot investigar direito essa história.

O post de Romário, no auge da repercussão de seu imbróglio com a VEJA, foi curtido por 91.844 pessoas e teve 4.815 compartilhamentos, tendo servido para proteger a imagem do senador perante a opinião pública.

Mas sua alegação era simplesmente falsa – e, nela, este blog nunca acreditou.

Continua após a publicidade

E agora, senador? Vai continuar enganando seu público?

Ou vai, pelo menos, admitir que “mentiu” naquele post, como acusa VEJA de ter feito?

Captura de Tela 2015-11-27 às 09.37.23

Romário sempre foi craque em se esquivar

Felipe Moura Brasilhttps://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Continua após a publicidade

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

PS:

Captura de Tela 2015-11-27 às 10.49.57

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.