Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Felipe Moura Brasil Por Blog Análises irreverentes dos fatos essenciais de política e cultura no Brasil e no resto do mundo, com base na regra de Lima Barreto: "Troça e simplesmente troça, para que tudo caia pelo ridículo".

Hello! O Banco do Brasil me pagou um Porsche com dinheiro do BNDES! Achou que só o Lula conseguia, é?

A socialite Val Marchiori comprou um Porsche Cayenne com dinheiro do Banco do Brasil, então comandado por seu parceiro Aldemir Bendine, atual presidente da Petrobras. O carro, modelo S 2014 branco, é avaliado em R$ 400 mil. A notícia é da Folha de S. Paulo. O BB autorizou a compra com uma parte dos 3 […]

Por Felipe Moura Brasil Atualizado em 31 jul 2020, 01h28 - Publicado em 6 Maio 2015, 11h12
Porsche Val

O porsche de Val: ideal para dar uma choradinha

A socialite Val Marchiori comprou um Porsche Cayenne com dinheiro do Banco do Brasil, então comandado por seu parceiro Aldemir Bendine, atual presidente da Petrobras.

O carro, modelo S 2014 branco, é avaliado em R$ 400 mil. A notícia é da Folha de S. Paulo.

O BB autorizou a compra com uma parte dos 3 milhões de reais destinados a financiar a compra de cinco caminhões – um negócio que está sendo investigado pela Polícia Federal.

Os 3 milhões de reais foram emprestados pelo BNDES, com juros subsidiados pelos contribuintes brasileiros, de 4% ao ano.

Val cavalo

Neste, eu não choro

Continua após a publicidade

Val Marchiori, como lembrou a Folha, já declarou que é “mais fácil chorar num Porsche do que num Fusca”. Para chorar num Fusca, primeiro é preciso comprá-lo com seu próprio dinheiro, não é mesmo?

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, havia defendido Lula, o lobista da Odebrecht, declarando que o financiamento às obras da empreiteira no exterior, com juros igualmente subsidiados pelos contribuintes brasileiros, seguiu critérios impessoais e passou por dezenas de técnicos concursados.

A piada ficou pronta agora. Resta saber se são os mesmos critérios “impessoais” do financiamento do Porsche Cayenne de Val Marchiori e se Lula acha mais fácil chorar nele ou, sob as cascatas de seu sítio de Atibaia, num pedalinho em forma de cisne pago pela OAS.

Hello! Achou que só o Lula conseguia, é?

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês