Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Em Cartaz

Por Raquel Carneiro
Do cinema ao streaming, um blog com estreias, notícias e dicas de filmes que valem o ingresso – e alertas sobre os que não valem nem uma pipoca
Continua após publicidade

Alec Baldwin vai responder por homicídio culposo em morte no set de ‘Rust’

Diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu em outubro de 2021 por tiro acidental durante as filmagens

Por Gabriela Caputo Atualizado em 19 jan 2023, 16h44 - Publicado em 19 jan 2023, 15h57

Nesta quinta-feira, 19, foram anunciadas as acusações que serão feitas no caso da morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, no set de Rust, em outubro de 2021. Através de um comunicado, a promotora Mary Carmack-Altwies, de Santa Fé, Novo México, determinou que o ator Alec Baldwin e Hannah Gutierrez-Reed, responsável pelas armas no set, irão responder judicialmente por homicídio culposo — ou seja, sem a intenção de matar. A promotora determinou “que há evidências suficientes para apresentar acusações criminais contra Alec Baldwin e outros membros da equipe de filmagem”.

O diretor assistente David Halls, que entregou a arma carregada para Baldwin na ocasião do acidente, assinou um acordo judicial em que se declara culpado por uso negligente de arma letal. Halls não cumprirá pena de prisão, recebendo seis meses de liberdade condicional. Já Baldwin e Gutierrez-Reed enfrentam, cada um, duas acusações de homicídio culposo, com sentença máxima de 18 meses de prisão cada uma. Também há o agravante por uso de arma de fogo, com uma sentença mínima obrigatória de cinco anos.

Baldwin e os outros membros da equipe já haviam sido processados por negligência pelo diretor de iluminação do filme e pela família de Halyna por homicídio culposo. O ator, por sua vez, processou vários membros da equipe, incluindo Gutierrez-Reed e Halls, acusando-os de negligência pela entrega de uma arma carregada. Enquanto vários processos correm em paralelo, o anúncio de hoje é resultado de meses de investigação pelo condado de Santa Fé, no Novo México, onde aconteceu o acidente fatal.

Halyna foi atingida quando o ator disparou uma arma cenográfica, cujo tiro também atingiu o diretor do filme, Joel Souza, que se recuperou do ferimento. Posteriormente, foram encontradas cinco balas vivas misturadas com balas falsas no set. Baldwin alega que lhe foi garantido que a munição contida na arma não era real. Ele também diz não ter puxado o gatilho, enquanto um relatório do FBI afirma que a arma não poderia ter sido disparada sem que o gatilho fosse puxado. Não se sabe como as balas reais chegaram ao set.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.