Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Dúvidas Universais Por Duda Teixeira Os fatos internacionais que desafiam a lógica e o bom-senso explicados de maneira clara e atraente. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Por que os habitantes de Lisboa são chamados de alfacinhas?

Portugal é um país fofo, com gente pacífica e simpática e muita hortaliça nas sacadas e quintais

Por Duda Teixeira Atualizado em 19 mar 2021, 00h45 - Publicado em 18 abr 2017, 11h01

Em Portugal, quem nasce na capital Lisboa é conhecido por “alfacinha”. Segundo alguns dos habitantes dessa cidade, o apelido se deve ao fato de eles serem pacíficos e pequenos. Outros falam que suas sacadas estão cheias da hortaliça.

Lisboa talvez seja uma das cidades com mais gentílicos da Via Láctea. A Wikipedia dá uma lista longa: lisbonense, lisboano, olisiponense, ulissiponense, olisiponense, ulissibonense, ulixibonense, lisboês, lisbonino e, claro, o mais simpático de todos: alfacinha.

Para ajudar na solução deste mistério, o Gabinete de Estudos Olisiponenses (olisiponense = de Lisboa) enviou um grupo de documentos de sua vasta biblioteca. Deles, podem-se tirar as seguintes explicações

 

Os lisboetas comiam muita alface

Em 1943, Fernanda Reis publicou um artigo no Boletim do Grupo Amigos de Lisboa um artigo com o título Alfacinhas, em que saiu pela capital portuguesa perguntando sobre a razão do nome. “Explicaram-me que tal soubriquet (apelido) viera aos da capital por serem muito amigos de alfaces e por as comerem exageradamente”, escreveu ela.

 

As mulheres de Lisboa não se moviam muito, assim como a hortaliça

Diz Fernanda Reis, no mesmo texto: “Talvez se possa avaliar qualquer coisa de suas antepassadas que viviam como aves de estimação fechadas em casas-gaiola e só usavam de uma liberdade muito reduzida para ir à Igreja, para cumprir o dever de uma visita ou ainda para figurar na romaria devota de uma procissão”.

 

OUTRAS DÚVIDAS UNIVERSAIS

Por que os italianos gesticulam tanto?

Por que os franceses comem queijo na sobremesa?

O que os generais de Kim Jong-un anotam em seus caderninhos?

Quer ser avisado sobre os próximos posts? Siga o blog no Twitter @DudaTeixeira e no Facebook Duda Teixeira – Dúvidas Universais

 

Os lisboetas gostavam de visitar o campo

Segundo a revista LX Metrópole, de maio de 2002, os portugueses gostavam de “ir às hortas (…) em busca de  frescura, da sombra das árvores e do folguedo”.

Continua após a publicidade

 

A alface era abundante 

Em um jornal de 1984, na coluna O Poço da Cidade, aparecem ainda outras explicações. “Há quem explique que nas colinas de Lisboa primitiva verdejavam já as plantas hortenses utilizadas na culinária, na perfumaria e na medicina, que dão pelo nome de alfaces. ‘Alface’ vem do árabe, o que poderá indicar que o cultivo da planta começou quando da ocupação da península pelos fiéis de Alá”.

 

Os lisboetas já tiveram de  viver só da hortaliça

Continua a coluna O Poço da Cidade: “Há também quem sustente que, num dos cercos que a cidade foi alvo, os habitantes da capital portuguesa tinham como alimento quase exclusivo as alfaces de suas hortas”.

 

Por sorte, as explicações acima não são conflitantes e pode-se concluir facilmente que os nascidos em Lisboa são chegados nessa folhinha verde.

Lisboa é uma cidade linda que pode surpreender os visitantes brasileiros com vocábulos estranhos. Para quem planeja uma visita, segue um Micro Dicionário Alfacinha:

Autocarro – ônibus

Comboio – trem

De oferta – “para presente” (compra uma coisa e leva “de oferta”)

Consigo – Contigo

Gira – pessoa bonita ou legal (“Espelho, espelho meu, existe alguém mais gira do que eu?”)

Miúdos – crianças pequenas, filhos

Paragem de táxi – ponto de táxi

Pequeno almoço – café da manhã

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês