Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Clarissa Oliveira Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores

Simone Tebet rejeita vice: ‘Não serei a mulher na foto de batom e saia’

Ao Amarelas On Air, pré-candidata do MDB criticou machismo na política, pediu união do centro e condenou a polarização entre Lula e Bolsonaro

Por Clarissa Oliveira Atualizado em 27 abr 2022, 11h10 - Publicado em 26 abr 2022, 19h00

Apontada frequentemente como uma opção de vice entre partidos que trabalham por terceira via na corrida presidencial, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) descarta qualquer possibilidade de ser número dois numa chapa que será formada por MDB, PSDB e União Brasil. Convidada desta semana do Amarelas On Air, programa de entrevistas de VEJA, a senadora avisa que não se prestará ao papel de representar as mulheres como coadjuvantes na disputa.

Pré-candidata do MDB e uma entre três presidenciáveis do grupo — ao lado do ex-governador João Doria e do presidente do União Brasil, Luciano Bivar —, Tebet garantiu que aceitará a decisão dos presidentes dos três partidos. E subirá no palanque do escolhido, na esperança de romper a polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro.

“Eu não serei candidata ou pré-candidata à vice-presidência da República. Se precisarem de uma mulher apenas para dizer que tem alguém que usa batom e saia? Nós estamos no século 21”, afirmou a senadora.

Tebet voltou a elencar os diferenciais que, segundo ela, a tornam a melhor opção para encabeçar a chapa de centro. A emedebista citou a baixa rejeição e o índice alto de desconhecimento como fatores capazes de impulsionar seu crescimento junto ao eleitorado. Além disso, ela apontou que o fato de ser mulher contribui para evitar que setores do seu partido trabalhem contra uma candidatura própria para abocanhar uma fatia maior do fundo eleitoral. Por ser mulher, Tebet absorveria na campanha presidencial parte da cota do fundo eleitoral que deve ser reservada às mulheres.

Tebet criticou Lula e Bolsonaro. E afirmou que, pessoalmente, não vê condições de apoiar nenhum dos dois num eventual segundo turno. A senadora atacou o avanço da corrupção no governo atual e no governo petista, que, segundo ela, são faces da mesma moeda.

Continua após a publicidade

“A boiada do autoritarismo está passando. É hora daqueles que tocam o berrante, que são os boiadeiros, tocarem a plenos pulmões. Eu não vou colocar pijama enquanto estiver vendo tantos retrocessos”, afirmou. A senadora lembrou que tanto Lula quanto Bolsonaro exibem denúncias de corrupção no currículo. Do Mensalão e do Petrolão ao Orçamento secreto. “O Orçamento Secreto é uma versão piorada do mensalão. Ou seja, é a versão 2.2 do mensalão. Uma é a cara, a outra é a coroa.”

Com apresentação desta colunista, o Amarelas On Air inspirou-se nas tradicionais Páginas Amarelas, que estampam a edição impressa de VEJA. A cada semana, o programa recebe um novo convidado, sempre um nome relevante da cena política e econômica. A entrevista é feita por uma bancada composta de jornalistas de VEJA e convidados. Nesta edição, participaram também os jornalistas Robson Bonin, editor da coluna Radar, e Carolina Ercolin, âncora da Rádio Eldorado.

O Amarelas On Air é parte da estratégia digital de VEJA, que contempla a expansão da área de vídeo e de projetos multimídia. O programa estreou em setembro do ano passado e, desde então, recebeu grandes nomes da cena política e econômica do país. A entrevista foi transmitida simultaneamente no YouTube, Facebook e Twitter. Também ganhará versões para Instagram e LinkedIn.

Inscreva-se nos canais de VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o novo programa.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja
Facebook: https://www.facebook.com/Veja/
Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Amarelas On Air e sobre bastidores da política nacional em https://veja.abril.com.br/blog/clarissa-oliveira/

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês