Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Clarissa Oliveira Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores

Nova pesquisa Ipespe expõe um enorme desafio para Lula e Bolsonaro

Tanto o petista quanto o ex-presidente ingressam em nova etapa da campanha com a missão de preservar a polarização

Por Clarissa Oliveira Atualizado em 6 Maio 2022, 14h47 - Publicado em 6 Maio 2022, 14h44

Poucos meses atrás, a equipe do presidente Jair Bolsonaro estava de cabelo em pé com o cenário de uma vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro turno e com a forma como o Auxílio Brasil parecia custar a se refletir nas intenções de voto do eleitor. De uns tempos para cá, o jogou mudou. Bolsonaro deu sinais de recuperação, passou a crescer em todas as pesquisas e, principalmente, a diminuir significativamente a distância em relação a Lula. Mas a pesquisa Ipespe divulgada hoje traça um cenário diferente: os dois estacionaram.

+Veja também: Lula passou recibo e entregou munição de mão beijada ao bolsonarismo

Lula teve 44% das intenções de voto. Oscilou apenas um ponto para baixo, dentro da margem de erro. Bolsonaro, por sua vez, ficou exatamente onde estava: 31%. Esse quadro vai impactar na estratégia de ambas as campanhas e abre uma nova etapa na corrida presidencial.

Primeiro, a pesquisa faz o time bolsonarista tropeçar em cima do salto agulha no qual subiu em poucas semanas. Nos bastidores, aliados do presidente Jair Bolsonaro passaram a falar até mesmo em vitória no primeiro turno. Diziam que o presidente ingressava numa retomada que prometia se acentuar nos próximos meses, até eliminar o petista da corrida nas urnas em outubro. Uma avaliação no mínimo exagerada há cinco meses da eleição.

O time petista, por sua vez, já tinha tomado um choque de realidade e deixado de lado o discurso da vitória no primeiro turno. Mas os sucessivos escorregões de Lula em discursos e as falhas na comunicação petista viraram um motivo real de preocupação. A pesquisa traz um pouco de calma ao time lulista, mas a ordem, internamente, é não se acomodar.

Lula se lança oficialmente como pré-candidato neste sábado. Bolsonaro, por sua vez, reacendeu nas últimas semanas o confronto com o Supremo Tribunal Federal, sempre uma receita para animar sua base. Ambos os lados têm um desafio comum para essa nova etapa: engolir a terceira via e fortalecer ainda mais a polarização na disputa pelo Palácio do Planalto.

+Leia também: O alerta inócuo feito pelos Estados Unidos ao governo Bolsonaro

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês