Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Clarissa Oliveira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores
Continua após publicidade

Campanhas de Lula e Bolsonaro comemoram um desserviço ao eleitor

Debate recheado de bate-bocas foi comemorado pelas duas campanhas favoritas na corrida presidencial

Por Clarissa Oliveira
Atualizado em 30 set 2022, 16h04 - Publicado em 30 set 2022, 12h04

O debate da Globo teve mais bate-boca que qualquer outra coisa. Houve uma enxurrada de acusações – várias delas inverídicas –, distorções da realidade, agressões e direitos de resposta. Trabalho de sobra para as agências de checagem, e motivo para tirar a paciência do mediador William Bonner, que parecia lidar com crianças indisciplinadas ao pedir sucessivamente que as regras do debate fossem respeitadas.

O debate teve muito desserviço. Ainda assim, o resultado do confronto foi motivo de comemoração, tanto na campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto na do presidente Jair Bolsonaro.

Do lado petista, interlocutores do ex-presidente entendem que ele se saiu melhor que o debate anterior, promovido nos estúdios da TV Band. A tese é que ele de fato venceu o confronto com Bolsonaro, embora avaliem que outra adversária, a senadora Simone Tebet (MDB), também teve um desempenho muito positivo. É um debate que vai impactar no voto dos indecisos, disse à coluna um integrante da campanha de Lula. Os petistas reconhecem que a agressividade do confronto joga contra o eleitor. E jogam a culpa no presidente Jair Bolsonaro.

Do lado bolsonarista, como contou mais cedo a coluna Radar, o comitê de campanha do presidente estava em festa nesta manhã. Avaliava-se ali que Lula se saiu mal no debate e falhou em responder a acusações de corrupção. Bolsonaro partiu pra cima do petista desde o primeiro momento. Os bolsonaristas, ainda segundo o relato, entendem que o resultado do debate será visto nas pesquisas a serem divulgadas até domingo. A ver, já que até agora o time presidencial não foi lá muito bem-sucedido em suas previsões.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.