Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Clarissa Oliveira Notas sobre política e economia. Análises, vídeos e informações exclusivas de bastidores

Bivar diz que conversa até com PT: ‘Viram com simpatia nosso projeto’

Ao Amarelas On Air, presidente do União Brasil reitera candidatura ao Planalto, admite conversas com petistas e descarta reconciliação com Bolsonaro

Por Clarissa Oliveira Atualizado em 5 jul 2022, 19h53 - Publicado em 5 jul 2022, 20h00

Dizendo-se determinado a levar sua candidatura presidencial até o fim, o presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, faz um discurso otimista sobre sua capacidade de romper a polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro. Mas o deputado, cujo partido controla uma fatia invejável do fundo eleitoral e da propaganda no rádio e na TV, não esconde que conversa com várias legendas sobre possíveis composições. Até mesmo com o PT de Lula.

Entrevistado desta semana do Amarelas On Air, programa de entrevistas de VEJA, Bivar contou que até apresentou o projeto do União Brasil a membros da campanha petista. Mas, segundo ele, sempre partindo da premissa que a sigla não abre mão de seu projeto econômico, hoje centrado numa proposta de simplificação do sistema tributário. “Mostraram simpatia pelo nosso projeto econômico.”

Bivar minimizou a tese de que haveria um assédio do PT sobre o União Brasil, como parte do movimento de Lula para ampliar ainda mais o leque de alianças no segundo turno. O time petista vem defendendo a ideia de atrair forças de centro e até mesmo de centro-direita mais à frente na corrida, para isolar Bolsonaro.

“Não é um assédio, são conversas absolutamente republicanas, democráticas”, amenizou Bivar. “Todos querem realmente ter uma aglutinação de partidos para chegar ao poder. É o que eu tenho falado. Nosso guarda-chuva é liberal. A gente aglutina todos que são democratas.”

Bivar demonstra menos resistência em relação ao diálogo com o PT do que a uma eventual reconciliação com Bolsonaro. O PSL – que era presidido pelo deputado e se fundiu ao DEM para criar o União Brasil – deu a legenda para que o presidente se elegesse em 2018. E cresceu no embalo da onda bolsonarista daquela eleição.

Continua após a publicidade

Mas, segundo Bivar, não há como recuar da ruptura com o governo se o presidente insiste em flertar com um abalo nas instituições. “Eu não posso estar num governo que a todo momento fustiga as instituições. Jamais.”

Com apresentação desta colunista, o Amarelas On Air inspirou-se nas tradicionais Páginas Amarelas, que estampam a edição impressa de VEJA. A cada semana, o programa recebe um novo convidado, sempre um nome relevante da cena política e econômica. A entrevista com Bivar contou com a participação de Flávio Freire, jornalista especializado na cobertura política, e Isabel Mega, âncora do Bandnews TV.

O Amarelas On Air é parte da estratégia digital de VEJA, que contempla a expansão da área de vídeo e de projetos multimídia. O programa estreou em setembro do ano passado e, desde então, recebeu grandes nomes da cena política e econômica do país. A entrevista será transmitida simultaneamente no YouTube, Facebook e Twitter. Também ganhará versões para Instagram e LinkedIn.

Inscreva-se nos canais de VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o programa.

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja
Facebook: https://www.facebook.com/Veja/
Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Amarelas On Air e sobre bastidores da política nacional em https://veja.abril.com.br/blog/clarissa-oliveira/
Bolsonaro/democracia

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)