Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
CannabiZ Por André Sollitto e Ricardo Amorim Novidades e reflexões sobre o mercado da cannabis legal, no Brasil e no mundo

Na Austrália, uso de maconha é mais aceitável que consumo de tabaco

É o que aponta a mais recente edição do levantamento de estratégia sobre drogas; estudo aponta também que 40% dos australianos defendem a legalização

Por André Sollitto 27 jul 2022, 11h24

Pela primeira vez, os australianos consideram o consumo de maconha mais aceitável que o tabaco. O mais recente levantamento nacional de estratégia nacional de drogas mostra que 20% dos entrevistados apoiam o uso regular de cannabis, contra 15% a favor do tabaco.

A pesquisa também mostra que há uma pressão por penas mais severas para quem fornece tabaco de forma ilegal para menores de idade (85% dos entrevistados), e 70% acreditam que o uso de cigarros eletrônicos deveria ser proibido em espaços públicos.

Além disso, 40% apoiam a legalização da erva, um aumento de 16% em comparação com uma pesquisa semelhante feita há 10 anos. Em algumas regiões, o índice é ainda maior: 60% em Sidney, 57% em Melbourne e 47% em Brisbane.

A cannabis foi descriminalizada no Território da Capital Australiana, região onde fica Camberra, em 2020, e 66% dos habitantes locais defende a liberação para uso pessoal. De acordo com o consultor de políticas públicas relacionadas a drogas Jarryd Bartle, as reformas adotadas nos Estados Unidos e em outros países, como Uruguai e Espanha, contribuem para a discussão sobre a liberação da erva. “A evidência mostra que a legalização não resulta em um aumento nos usuários regulares de cannabis e nem em menores de 18 anos consumindo cannabis. São todos bons sinais”, afirmou ao jornal inglês The Guardian.

Os dados são de 2019, mas foram compilados e divulgados agora pelo Instituto Australiano de Saúde e Bem-Estar.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)