Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O congresso da Juventude do PT ficou parecido com reunião de cúpula do PCC

Com as bênçãos do Mestre no altar principal, os participantes da missa negra reduziram a cinzas a imensidão de provas dos crimes praticados por figurões da seita bandida, jogaram no lixo o Código Penal, revogaram o Estado de Direito e trataram a verdade a socos e pontapés. Em meio a cantorias que canonizavam quadrilheiros juramentados, […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 00h03 - Publicado em 23 nov 2015, 18h54
Ailton de Freitas / Agência O Globo

Ailton de Freitas / Agência O Globo

Com as bênçãos do Mestre no altar principal, os participantes da missa negra reduziram a cinzas a imensidão de provas dos crimes praticados por figurões da seita bandida, jogaram no lixo o Código Penal, revogaram o Estado de Direito e trataram a verdade a socos e pontapés. Em meio a cantorias que canonizavam quadrilheiros juramentados, declararam guerra aos brasileiros decentes e aos homens da lei.

Sem que se ouvisse uma única e escassa voz dissonante, os presentes debocharam da polícia, insultaram o Ministério Público, zombaram dos juízes de todas as instâncias, ironizaram decisões do Supremo Tribunal Federal, exigiram a libertação de todos os comparsas presos ─ condenados ou à espera de julgamento ─ e ameaçaram os infiéis com vinganças tremendas.

O que poderia ter sido uma reunião de cúpula do PCC (comandada por Marcola) foi a sessão de abertura do Congresso da Juventude do PT (estrelado por Lula). O que se viu e ouviu por lá na celebração em Brasília confirma que um fanático com menos de 30 anos consegue ser mais antigo que múmia de museu. Ainda tão longe da velhice física, a Juventude do PT é apenas um viveiro de velhacos alquebrados.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês