Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mercadante, Neguinho da Beija-Flor e Al Bendine abrem a briga de foice de fevereiro

Começa nesta quinta-feira, dia 26, a votação na enquete que apontará o Homem sem Visão de Fevereiro. O primeiro a inscrever-se foi o veterano Aloizio Mercadante, que abrilhantou dezenas de brigas de foice desde o surgimento do concurso em 2009. Em seguida, lançados pelos leitores-eleitores, entraram na disputa do troféu os promissores estreantes Aldemir Bendine […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 02h03 - Publicado em 24 fev 2015, 02h54

augusto-hsvouro-150x150Começa nesta quinta-feira, dia 26, a votação na enquete que apontará o Homem sem Visão de Fevereiro. O primeiro a inscrever-se foi o veterano Aloizio Mercadante, que abrilhantou dezenas de brigas de foice desde o surgimento do concurso em 2009. Em seguida, lançados pelos leitores-eleitores, entraram na disputa do troféu os promissores estreantes Aldemir Bendine e Neguinho da Beija-Flor.

O revogador do irrevogável abriu a campanha no começo do mês, depois de ter enxergado no deputado Arlindo Chinaglia, do PT paulista, o candidato perfeito para derrotar Eduardo Cunha, do PMDB fluminense, na eleição do presidente da Câmara. Entusiasmado com as dimensões siderais do fiasco, o Herói da Rendição está convencido de que tem tudo para fazer bonito como representante do Planalto na luta pelo HSV de Fevereiro.

“O chefe acha que vai bombar na enquete se conseguir o apoio público do Zé Eduardo Cardozo, que só não está no páreo porque foi HSV do Ano em dezembro e virou hors concours”, confidenciou um dos 213 assessores especiais de Mercadante na Casa Civil. “Ele diz de meia em meia hora que um ministro da Justiça que não vê nada de mais em reuniões clandestinas com advogados da turma do Petrolão é o cabo eleitoral dos sonhos de qualquer candidato”.

No fim de semana, os militantes do Primeiro Comando dos Companheiros Intelectuais e Artistas (PCCIA), reunidos num centro cultural do Rio patrocinado pela Petrobras, participaram da prévia que decidiu se o representante da turma na disputa mensal seria o puxador de samba Neguinho da Beija-Flor ou Paulo Betti, puxador de palmas em comícios do PT. Por 7 votos a 4, o escolhido foi o astro da Sapucaí.

“Mostrei que tenho futuro no HSV ao descobrir que a Suiça é igualzinha à Guiné Equatorial”, elogiou-se Betti. “Mas o companheiro Neguinho mereceu a vitória: quem não enxerga diferença entre um ditador, um bicheiro e um monge capuchinho nasceu para ganhar o troféu”.

A primeira leva de concorrentes foi completada por Aldemir Bendine, transferido para a presidência da Petrobras graças aos maus serviços prestados à nação no comando do Banco do Brasil. A papelada para a inscrição foi entregue pessoalmente pela socialite Val Marchiori, que pousou na sala da Comissão Organizadora a bordo de um jatinho alugado pelo BB.

“Não confundam a empresária Valdirene com a mulher famosa”, esclareceu a emissária de Bendine, referindo-se a si própria na terceira pessoa. “Valdirene é cliente preferencial do Banco do Brasil, e nessa condição acompanhou o presidente da instituição financeira em viagens internacionais. Val e Al, como Aldemir é tratado na intimidade, são apenas bons amigos”.

A disputa de fevereiro já está fervendo! Além das três feras já internadas na jaula dos candidatos, quem não pode ficar fora da única eleição que permite votar sem remorso em gente que ninguém merece? Ao teclado, leitores-eleitores! E que vença o pior!

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês