Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Augusto Nunes

Por Coluna
Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Felipão entra na briga pelo troféu (com o apoio de Parreira e Murtosa) e Aldo Rebelo planeja a criação da Bolabrás

“O professor acha que é um grande candidato porque continua sem enxergar nada de errado no desempenho do time”, confidenciou um dos porteiros da Granja Comary que ouviu a conversa entre Luiz Felipe Scolari, Carlos Alberto Parreira e Flávio Teixeira, o Murtosa, quando a trinca deixava o local onde permaneceu concentrada a Seleção durante a […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 03h29 - Publicado em 15 jul 2014, 18h19

00332825

“O professor acha que é um grande candidato porque continua sem enxergar nada de errado no desempenho do time”, confidenciou um dos porteiros da Granja Comary que ouviu a conversa entre Luiz Felipe Scolari, Carlos Alberto Parreira e Flávio Teixeira, o Murtosa, quando a trinca deixava o local onde permaneceu concentrada a Seleção durante a Copa do Mundo. “Ele não parava de dizer que o troféu de Homem sem Visão é muito mais importante que a taça levada pela Alemanha”.

Calado há 20 anos, Murtosa quebrou o silêncio para revelar a um integrante da Comissão Organizadora do HSV que o esquema tático da campanha já foi definido. “O chefe tem um relatório que prova por A mais B que a seleção das seleções era a mais preparada para conquistar a Copa das Copas”, murmurou o velho companheiro de Felipão. “O time só não goleou a Alemanha por 11 a 2 porque foi goleado primeiro por 7 a 1″.

Continua após a publicidade

Também amparado no desempenho do Brasil no Mundial, o segundo candidato a entrar na briga de foice foi Aldo Rebelo. Para fortalecer a campanha do ministro do Esporte, foi entregue à comissão organizadora um documento de 1.112 páginas que mostra como será a Bolabrás, estatal planejada para modernizar não só o futebol brasileiro como todas as modalidades esportivas que envolvem o objeto esférico.

“O chefe achou que o vexame no Mineirão exigia mais que a criação da Futebrás”, confidenciou um dos 12.876 futuros funcionários da empresa, todos filiados ao PT. “Teremos também a Voleibrás, a Handebrás, a Bochabrás e muitas outras brás. Todas estarão subordinadas à Bolabrás”.

São dois campeões e tanto, leitores-eleitores! A disputa está apenas começando! Mais feras avançam rumo à jaula dos concorrentes! Que vença o pior!

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.