Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bonnie Hoffmann & Clyde Bernardo

Senadora paranaense jura que Amante, Filósofo e os demais codinomes companheiros não merecem uma vaga na lista dos arrendados pela Odebrecht

Por Augusto Nunes Atualizado em 27 abr 2017, 11h31 - Publicado em 26 abr 2017, 20h39

Na recente missa negra do PT, a pregadora Gleisi Hoffmann tentou animar celebrantes, coroinhas e devotos berrando a frase tão verossímil quanto uma promessa de Dilma Rousseff: “Aqui não tem bandido, aqui tem pessoas que podem ter errado”. Faz de conta que sim.

Fica combinado, portanto, que a senadora paranaense exposta na lista dos arrendados pela Odebrecht com os codinomes “Amante” e “Coxa” não se meteu em nenhuma bandalheira. Cometeu apenas pecados veniais, meia dúzia de erros tão irrelevantes que acha dispensável revelar quais foram.

Gleisi é tão inocente quanto o marido Paulo Bernardo, codinome “Filósofo”. Como se sabe, filosofia não rima com matemática. Foi por ter feito alguma conta errada que o ex-ministro acabou embolsando alguns milhões de reais destinados a aposentados incautos.

Amante e Filósofo. Ou Coxa e Filósofo. Cada partido tem a Bonnie e o Clyde que merece.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)