Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vínculo entre homem e cachorro pode ter mais de 27 mil anos

Antes datada em 16 000 anos, a relação entre o ser humano e o cão é mais antiga do que se imaginava.

Por Da Redação - Atualizado em 6 Maio 2016, 16h04 - Publicado em 22 Maio 2015, 15h30

De acordo com a análise genômica do osso de um lobo, a relação entre seres humanos e cães pode ter começado entre 27 000 a 40 000 anos atrás. O genoma, de 35 000 anos, revela que esse lobo da Península de Taimir, na Sibéria, é o ancestral comum mais recente entre lobos modernos e cães.

Pontus Skoglund, principal autor do estudo e geneticista do Departamento de Genética da Escola de Medicina de Harvard, declarou que essa espécie específica “sobreviveu milhares de anos em convívio com neandertais na Europa e também quando os humanos modernos começaram a povoar o continente europeu e a Ásia.”

Leia também:

Estudo australiano descobre origem de lobo que intrigou até Charles Darwin

Estudo afirma que os primeiros cães foram domesticados na Europa

Os cientistas descobriram que as raças dos cães atuais descendem de mais de um único evento de domesticação. Os lobos siberianos da pesquisa contribuíram para a ascendência de cães de altas latitudes, como o husky siberiano e o malamute do Alasca.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade