Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vikings podem ter deixado a Groenlândia por causa do clima

Os nórdicos viveram entre os anos 850 e 1.400 na maior ilha do mundo

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 17h07 - Publicado em 31 Maio 2011, 11h44

Por volta de 1.100, no entanto, a temperatura começou a cair e continuou assim pelos 80 anos seguintes

Uma pequena Era do Gelo pode ter sido a causa do desaparecimento das comunidades vikings da Groenlândia, no século XV. Segundo um estudo arqueológico conduzido pela Universidade Brown, nos Estados Unidos, e publicado no periódico científico Proceedings of the National Academy of Sciences, uma queda brusca na temperatura tornou a permanência dos nórdicos na região praticamente impossível.

Os vikings chegaram à região no ano 980 e depois estabeleceram uma série de pequenas comunidades ao longo da costa ocidental da ilha. A chegada coincide com um período de clima relativamente ameno, similar ao atual. Por volta de 1.100, no entanto, a temperatura começou a cair e continuou assim pelos 80 anos seguintes. Ao final dessa fase, estava quatro graus Celsius mais baixa.

A queda resultou em períodos mais curtos para o crescimento das plantações, o que gerou menos comida para os rebanhos, e aumentou o gelo no mar, derrubando o terceiro tripé do modo de vida viking na região, que era o comércio com a Escandinávia. “Com os verões mais curtos e frios, não foi possível continuar por muito tempo na região”, afirma William D’Andrea, coordenador do estudo e doutor em ciências geológicas pela Universidade Brown.

William D’Andrea e Yongsong Huang, ambos da Brown University, retiram núcleos de gelo de lago da Groenlândia

Os pesquisadores determinaram com precisão as mudanças na temperatura ao analisar os núcleos de gelo de dois lagos em Kangerlussuaq, local próximo das antigas comunidades vikings. “Os registros mostram o quão rapidamente e quanto a temperatura mudou na região”, diz Yoengsong Huang, professor de ciências geológicas na Brown e um dos autores do estudo.

Acredita-se que outras duas civilizações que viveram na Groenlândia, os Saqqaq e os Dorset, tenham sido afetadas pelas mudanças climáticas. Os Saqqaq chegaram na ilha por volta do ano 2.500 a.C. e enfrentaram diversas mudanças na temperatura até que em 850 a.C. houve uma virada drástica. “Não foi a velocidade da mudança e sim a amplitude. Ficou muito mais frio”, explica D’Andrea.

Mais acostumados com o clima gelado, os Dorset chegaram pouco depois da saída dos Saqqaq, mas no ano 50 a.C. também deixariam a região. D’Andrea acredita que o frio excessivo os tenha afastado.

Continua após a publicidade
Publicidade