Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vídeo da Nasa traz imagens incríveis do ciclo solar

Fotografias que geraram filmagem foram feitas ao longo de uma década

Por Sabrina Brito - Atualizado em 1 jul 2020, 16h44 - Publicado em 1 jul 2020, 16h35

A Nasa, agência espacial norte-americana, publicou recentemente um vídeo com mais de 425 milhões de imagens de alta resolução do Sol. Organizadas cronologicamente, as fotografias, colocadas em sequência, formam uma filmagem de uma hora que representa um ciclo solar inteiro.

As fotos foram tiradas a cada hora, praticamente sem exceção, durante uma década. Elas foram feitas pela sonda não-tripulada Solar Dynamics Observatory, ou SDO, lançada em fevereiro de 2010.

Desde então, até junho de 2020, mais de 20 milhões de gigabytes de dados foram armazenados pela sonda, cujo objeto principal era fotografar o Sol. No vídeo, é possível ver a movimentação de planetas em torno do astro, além de explosões solares.

Cada segundo do vídeo, repleto de imagens marcantes, representa um dia de fotografias. Algumas das cenas, capturadas em diversos comprimentos de onda, permitem que se enxergue fenômenos belíssimos, como a corona do Sol (sua camada atmosférica mais externa, invisível a olho nu).

Continua após a publicidade

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

Houve, contanto, algumas falhas na hora de fotografar. Em determinados momentos, a Terra ou a Lua, ao longo de sua órbita, bloquearam a visão da SDO. Além disso, houve uma ocasião em que um dos mecanismos da sonda quebrou e teve de ser consertado, o que levou uma semana. Consequentemente, alguns segundos dos vídeos apresentam telas negras, sem imagem alguma.

A ideia é que a sonda continue seu trabalho de observação do Sol até daqui a uma década, ou seja, 2030. Até lá, espera-se que mais muitos vídeos e fotos do astro em torno do qual a Terra gira sejam captados.

A filmagem está disponível neste link.

Publicidade