Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Vaca clonada na Argentina produzirá leite similar ao humano

Rosita é o primeiro bovino a incorporar genes humanos ao seu código genético

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 17h07 - Publicado em 9 jun 2011, 21h48

Cientistas argentinos anunciaram nesta quinta-feira a criação da primeira vaca clonada transgênica, que incorpora genes humanos com o objetivo de produzir leite “maternizado”, ou seja, com propriedades semelhantes às do leite humano.

A apresentação da bezerra Rosita ISA contou com a participação, via teleconferência, da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que disse ter rejeitado uma homenagem de batizar a vaca com seu nome. “Vieram me dizer que o nome seria Cristina, mas que mulher gostaria de ter seu nome numa vaca?”, disse a presidente.

Rosita é o primeiro bovino a obter genes humanos incorporados ao seu código genético, segundo divulgou o Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA). “Eles são capazes de codificar as proteínas presentes no leite humano.” As proteínas são a lactoferrina e a lisozima humanas, que têm funções antibacterianas, nutrem as crianças com ferro e fornecem agentes de imunidade contra doenças.

A bezerra nasceu no dia 6 de abril, por cesariana, devido ao seu peso excessivo (45 kg). “Geralmente os bovinos da sua raça (Jersey) não passam de 22 kg”, disse o instituto.

A Argentina já fazia parte do seleto clube da clonagem destinada a criar vacas transgênicas desde 2002, quando nasceu Pampa, fruto da clonagem realizada por especialistas do laboratório Bio Sidus a fim de obter leite bovino com a proteína de crescimento humano hGH. As descendentes de Pampa, primeira bezerra clonada na América Latina, produzem leite do qual é extraída essa proteína para produzir a menor custo remédios para crianças com deficiências de crescimento.

(Com AFP e EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)