Clique e assine com 88% de desconto

USP pode voltar a usar navio de pesquisas

Após ficar mais de um ano atracado no Porto de Santos, embarcação vai passar por inspeção obrigatória, obstáculo que impedia o navio de operar

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h08 - Publicado em 28 nov 2014, 16h43

O navio de pesquisas Alpha Crucis, da Universidade de São Paulo (USP), pode voltar a operar, após ficar mais de um ano atracado no Porto de Santos. O Instituto Oceanográfico (IO USP) anunciou nesta sexta-feira que conseguiu contratar um serviço de insperação obrigatória do navio, após duas tentativas frustradas de licitação.

Considerado a maior e mais sofisticada embarcação para estudos oceanográficos da academia brasileira, o navio estava parado por falta da inspeção, impedindo o início de estudos e ameaçando a conclusão de projetos já iniciados, segundo o diretor do IO, Frederico Brandini. A licitação, concluída na quinta-feira, foi vencida pelo estaleiro Indústria Naval do Ceará (Inace) por 2,6 milhões de reais. Segundo Brandini, o navio deverá retomar as operações em março.

Leia mais:

Brasil ganha nova embarcação para pesquisa marinha

Publicidade

Recauchutada – O barco é um antigo navio usado pela Universidade do Havaí, nos EUA, desde a década de 1970. A Fapesp desembolsou 4 milhões de dólares pela compra do casco e dividiu com a USP a reforma (3 milhões de dólares na conta da fundação e 4 milhões de dólares desembolsados pela universidade).

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade