Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Unicef indica pneumonia e diarreia como principais causas de morte infantil

Pneumonia e diarreia são as duas principais causas de morte infantil no mundo, principalmente entre os pobres, informou nesta sexta-feira um relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

O Unicef informou que estas duas doenças matam mais de dois milhões de crianças ao ano, o que representa 29% das mortes de crianças menores de cinco anos em todo o mundo, mas algumas iniciativas simples poderiam salvar muito mais vidas nos próximos anos.

O documento exorta os 75 países com as maiores taxas de mortalidade a buscar um “enfoque de equidade” para todas as crianças de forma a evitar as mortes por diarreia e pneumonia.

As intervenções incluem a vacinação contra as principais causas de pneumonia e diarreia, o incentivo à amamentação infantil, a melhoria do acesso à água potável e ao saneamento básico, assim como a oferta de antibióticos contra pneumonia e soluções para a reidratação para a diarreia.

“Estimativas baseadas em modelos sugerem que em 2015, mais de dois milhões de mortes infantis por pneumonia poderiam ser evitadas nos 75 países com maior índice de mortalidade”, destacou o informe.

Isso seria possível se as principais ações contra a pneumonia e a diarreia alcançassem cobertura nacional ao nível do que recebem 20% dos lares mais ricos de cada país, acrescentou.

Cerca da metade das mortes infantis no mundo por diarreia ou pneumonia acontece em cinco países: Índia, Nigéria, República Democrática do Congo, Paquistão e Etiópia, destacou o informe.

O documento ressaltou que, apesar de alguns avanços na oferta de vacinas contra o ‘Haemophilus influenza’ tipo b, assim como de vacinas antipneumocócicas conjugadas e de vacinas contra o rotavírus nos países mais pobres, mais esforços são necessários.

A falta d’água e saneamento é outro obstáculo fundamental, com 783 milhões de pessoas no mundo sem acesso à água potável e 2,5 bilhões sem saneamento.

“Quase 90% das mortes por diarreia ao nível mundial foram atribuídas à insalubridade da água, ao saneamento inadequado e à falta de higiene”, destacou o informe.

“Lavar as mãos com água e sabão, em particular, é uma das intervenções de saúde com maior custo-benefício para reduzir a incidência, tanto da pneumonia infantil quanto da diarreia”, acrescentou.

A pneumonia é responsável por 18% das mortes infantis em todo mundo anualmente e a diarreia está relacionada com el 11%.

A título de comparação, a Aids é responsável por 2% das mortes infantis mundiais e a malária, de 7%, acrescentou o documento.