Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Túnel mais longo do mundo terminou de ser perfurado

A ‘obra do século’, que foi iniciada há 15 anos, conta com 57 km de extensão

Terminou de ser perfurado nesta sexta-feira, nos Alpes Suíços, o túnel mais longo do mundo, destinado ao transporte ferroviário. A “obra do século”, como foi apelidada pela imprensa suíça, foi iniciada há quinze anos e alcançou 57 quilômetros de extensão (confira infográfico abaixo). O novo túnel de Gothard permitirá que em 2017 o transporte entre as cidades de Zurique e Milão seja feito em apenas duas horas e 40 minutos.

Clique na imagem para acessar

“Aqui, no coração dos Alpes Suíços, se tornou realidade um dos maiores projetos já imaginados”, declarou o ministro dos Transportes, Moritz Leuenberger. Os trens de passageiros vão circular a 250 quilômetros por hora, e as composições de carga atingirão 160 quilômetros por hora – o dobro da velocidade atual. “É um projeto notável”, destacou o comissário europeu de Transportes, Siim Kallas.

A obra, cujo custo já ultrapassou os 7,5 bilhões de euros, desbancará o túnel de Seikan (53,8 quilômetros de extensão), que une as ilhas japonesas de Honshu e Hokkaido, como o mais longo do mundo. A partir de 2017, mais de 300 trens poderão passar pelo túnel, um volume muito superior ao registrado pela antiga construção – feita há 128 anos, ela tem apenas 15 quilômetros.

O túnel de Gothard está a 2.000 metros abaixo da terra. Para derrubar toda a parede rochosa que separava suas duas seções, foi usada uma perfuradora gigantesca. Ela foi responsável por retirar 13,5 milhões de metros cúbicos de rocha para abrir o buraco, mobilizando 2.500 pessoas e provocando oito mortes em acidentes.

‘Iniciativa dos Alpes’ – Situada no coração do continente europeu, mas sem integrar a União Europeia, a Suíça adotou em 1994, por referendo, a chamada “iniciativa dos Alpes”, que prioriza o transporte ferroviário de mercadorias sobre o transporte por rodovias. Desde então, França, Áustria e Itália realizaram avanços para fomentar o transporte ferroviário com a modernização do túnel de Fréjus (entre França e Itália) e a construção do túnel de Brenner (entre Itália e Áustria).

(Com agência France-Presse)