Clique e assine a partir de 9,90/mês

“Terremoto que atingiu os EUA é raro”, afirma especialista

A costa leste dos Estados Unidos fica em uma região mais estável, longe do encontro de placas tectônicas, como o Brasil

Por Marco Túlio Pires - Atualizado em 6 Maio 2016, 17h02 - Publicado em 23 ago 2011, 18h16

O terremoto que teve epicentro em Richmond foi 100.000 vezes menos intenso que o de Fukushima, que atingiu o Japão em março

O terremoto que atingiu a costa leste dos Estados Unidos nesta terça-feira não foi comum. Apesar de a região ser alvo constante de pequenos tremores, um abalo de magnitude 5,9 na escala Richter só ocorre a cada 50 anos, de acordo com Marcelo Assumpção, professor do Instituto de Geofísica da Universidade de São Paulo. “É uma estimativa. Quanto mais forte o terremoto, mais raro ele é.”

De acordo com Assumpção, é por isso que houve tantas reações ao tremor. “A costa leste não está acostumada a tremores como a oeste. Por isso as pessoas se assustam mais”. A região está muito longe do encontro de placas tectônicas, áreas mais sensíveis aos tremores. “A costa leste é uma região mais estável, como o Brasil”, afirma Assumpção.

Mesmo longe do encontro das placas tectônicas da América do Norte, os terremotos ocorrem na costa leste porque a crosta está sujeita a pressões muito grandes, explica o professor. “A placa está sendo pressionada na direção leste-oeste. Quando essa pressão a faz trincar, ela treme e causa terremotos”.

Assumpção explica que o terremoto que teve epicentro em Richmond, no estado de Virgínia, e abalou a capital Washington, foi 100.000 vezes menos intenso que o de Fukushima, que atingiu o Japão em março. “Como foi um terremoto raso, com apenas 6 quilômetros de profundidade, é possível que algumas estruturas próximas ao epicentro tenham rachado”, disse Assumpção. De acordo com o especialista ele foi sentido em um raio de até 300 quilômetros e pode ter causados estragos em um raio de 20 quilômetros.

A costa leste dos Estados Unidos já viu terremotos mais fortes. O mais intenso, de 7 graus na escala Richter, aconteceu no estado da Carolina do Sul em 1886.

O Brasil já teve tremores parecidos com o que atingiu os EUA nesta terça em 1955: ambos com magnitude de 6,2 graus na escala Richter.

O tremor em solo americano foi sentido por equipamentos brasileiros. A Universidade de São Paulo está implantando uma rede de detecção sismográfica e os aparelhos localizaram o epicentro e calcularam a magnitude automaticamente. O Instituto de Geofísica ficou sabendo do terremoto momentos depois que ele ocorreu.

Saiba mais

Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

Continua após a publicidade

Doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP) Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP).

Quais são as principais causas de um terremoto?

Qual a função do terremoto na natureza?

O que forma uma placa tectônica?

Existe uma duração típica para os terremotos?

Existe uma frequência típica para os terremotos?

O que causa as falhas geológicas?

O que é a escala Richter e como ela funciona?

Por que os terremotos só atingem algumas cidades?

O que causa mais estrago, um terremoto no fundo do mar ou em terra firme?

  • Quais são as principais causas de um terremoto?
  • Qual a função do terremoto na natureza?
  • O que forma uma placa tectônica?
  • Existe uma duração típica para os terremotos?
  • Existe uma frequência típica para os terremotos?
  • O que causa as falhas geológicas?
  • O que é a escala Richter e como ela funciona?
  • Por que os terremotos só atingem algumas cidades?
  • O que causa mais estrago, um terremoto no fundo do mar ou em terra firme?

Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

Continua após a publicidade

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP).

É possível prever terremotos?

É possível impedir que um terremoto aconteça?

Como é feito o monitoramento de terremotos?

Por que mesmo com tanta tecnologia os terremotos continuam tão imprevisíveis?

Quais medidas de segurança devemos tomar quando um terremoto acontece?

Quais modificações uma construção deve receber para suportar um terremoto?

  • É possível prever terremotos?
  • É possível impedir que um terremoto aconteça?
  • Como é feito o monitoramento de terremotos?
  • Por que mesmo com tanta tecnologia os terremotos continuam tão imprevisíveis?
  • Quais medidas de segurança devemos tomar quando um terremoto acontece?
  • Quais modificações uma construção deve receber para suportar um terremoto?

Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

Continua após a publicidade

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Vídeo Afonso Vasconcelos Lopes

É doutor em geofísica e professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP).

Quais regiões brasileiras correm maior risco de sofrerem com terremotos?

A quantidade de terremotos no Brasil aumentou?

O Brasil corre risco de ser atingido por um tsunami formado a partir de um terremoto?

Existe algum risco do Brasil ter um terremoto devastador como o do Chile ou o do Haiti?

Se o Brasil está no meio de uma placa tectônica, por que acontecem terremotos aqui?

O Brasil é cortado por várias falhas geológicas. Qual o perigo delas?

Por que os terremotos no Brasil dificilmente são de grande magnitude?

  • Quais regiões brasileiras correm maior risco de sofrerem com terremotos?
  • A quantidade de terremotos no Brasil aumentou?
  • O Brasil corre risco de ser atingido por um tsunami formado a partir de um terremoto?
  • Existe algum risco do Brasil ter um terremoto devastador como o do Chile ou o do Haiti?
  • Se o Brasil está no meio de uma placa tectônica, por que acontecem terremotos aqui?
  • O Brasil é cortado por várias falhas geológicas. Qual o perigo delas?
  • Por que os terremotos no Brasil dificilmente são de grande magnitude?
  • Causas
  • Prevenção
  • Brasil
Continua após a publicidade
Publicidade