Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temperatura do planeta pode subir 4 graus Celsius até 2100

Novo modelo climático eleva a estimativa de aquecimento global com base na formação de nuvens

A temperatura média da Terra pode aumentar 4 graus Celsius até 2100 e mais de 8 graus Celsius até 2200, se a emissão de dióxido de carbono não for reduzida, afirma um estudo que será publicado nesta quarta-feira na revista Nature.

Segundo a pesquisa, menos nuvens são formadas à medida que planeta esquenta, de modo que menos luz solar é refletida de volta para o espaço, elevando as temperaturas. A maneira como as nuvens afetam o aquecimento global é um dos maiores mistérios relacionados à alteração climática.

Leia também:

Relatório da ONU aumenta certeza de envolvimento humano no aquecimento global

Concentração de dióxido de carbono na atmosfera é a maior da história

Trabalhos anteriores mostraram que o aumento da temperatura seria de 1.5 a 5 graus Celsius. De acordo com o principal autor do novo estudo, Steven Sherwood, professor da Universidade de New South Wales, na Austrália, as estimativas baixas não consideram o complexo modelo que leva à formação de nuvens – e por isso foram descartadas.

Quando a água evapora dos oceanos, o vapor pode subir a até 15 quilômetros de altura e formar nuvens que refletem a luz do sol, ou se elevar poucos quilômetros e retornar à superfície sem formar nuvens. Ao considerar os dois fenômenos, o cálculo sobre o aumento da temperatura subiu.

“Uma elevação dessa magnitude terá um impacto profundo no mundo e na economia de muitos países”, afirma Sherwood. Sobre as críticas às estimativas catastróficas de mudança climática, ele diz: “Os céticos gostam de apontar erros nos modelos climáticos, e nós somos os primeiros a admitir que eles não são perfeitos. Mas os equívocos que encontramos foram nos modelos que estimam um pequeno aumento na temperatura, não nos que fazem uma estimativa maior.”