Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Scott Kelly anuncia que deixará a Nasa em abril

Scott Kelly voltou há dez dias da Estação Espacial, onde ficou durante 340 dias. O astronauta vai continuar participando dos estudos e exames médicos da missão no espaço

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 15h58 - Publicado em 14 mar 2016, 09h38

O astronauta Scott Kelly, primeiro americano a passar um ano no espaço, anunciou na última semana que deixará a Nasa em abril, após 20 anos de carreira e quatro missões pela agência espacial americana. O anúncio da aposentadoria acontece depois de seu retorno à Terra junto ao companheiro russo Mikhail Kornienko. Os astronautas ficaram 340 dias na Estação Espacial Internacional (ISS) como parte de uma missão para comprovar a resistência humana e determinar se seria seguro enviar pessoas a Marte. Kelly vai continuar participando dos estudos e dos exames médicos da missão.

“Este ano no espaço foi um enorme desafio para todos os envolvidos. A missão me deu uma perspectiva única e muito tempo para refletir sobre qual deveria ser meu próximo passo em nossa contínua missão para melhorar nossas capacidades no espaço e na Terra”, afirmou o astronauta em comunicado da Nasa.

Leia também:

O que aconteceu com o corpo de Scott Kelly durante um ano no espaço?

A volta de Scott Kelly: oito fatos sobre a missão de um ano na ISS

Um ano antes de partir à ISS, os dois astronautas começaram a participar de uma série de pesquisas encaminhadas a entender melhor como o corpo humano responde às longas estadias espaciais. Na ocasião foram retiradas amostras de sangue, urina e saliva, em testes que foram repetidos durante todo ano no espaço e aos quais seguirão se submetendo durante os 12 meses posteriores a seu retorno.

Carreira – Kelly e seu irmão gêmeo Mark, um astronauta aposentado, participam de dez pesquisas sobre psicologia humana, saúde, microbiologia e estudo molecular. Os dados dos gêmeos serão comparados, uma vez que enquanto Kelly estava no espaço, Mark permanecia na Terra. Com a última missão, Kelly alcançou um recorde duplo: é o astronauta de seu país que mais tempo consecutivo (340 dias) e mais tempo total (520 dias) esteve no espaço.

O astronauta, que entrou na Nasa em 1966, viajou para o espaço em 1999 na nave Discovery para uma missão do telescópio Hubble, em 2007 em uma missão à ISS a bordo da nave Endeavour, em 2010 passou seis meses na Estação e em 2015 voltou para a missão recorde de tempo no espaço. “Estou emocionado com novas oportunidades que posso ter de apoiar e compartilhar o incrível trabalho que a Nasa faz para nos ajudar a voar mais longe no Sistema Solar, e de trabalhar com a nova geração de líderes científicos e tecnológicos”, disse Kelly.

(Com EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)