Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saiba como procurar o cometa Ison no céu

Até a próxima quinta-feira, o Ison pode ser visto logo antes do amanhecer

O cometa Ison poderá ser observado a olho nu até a próxima quinta-feira, 28, dia em que vai atingir seu ponto mais próximo do Sol. Se sobreviver à temperatura e à força gravitacional elevada, deve reaparecer no início de dezembro, com um brilho maior.

O cometa está visível desde o dia 13. Até agora, no entanto, sua luminosidade não é tão intensa quanto os cientistas previram na época de sua descoberta, no ano passado. Alguns chegaram a cogitar que o Ison poderia ser visível mesmo durante o dia, e brilhar mais do que a Lua.

No Brasil, o melhor momento para observar o cometa é entre as 4h30 da manhã e o nascer do Sol. Como ele ainda está próximo do brilho mínimo que o permite ser visto a olho nu, locais com pouca iluminação são mais indicados. Binóculos e telescópios amadores também aumentam as chances de enxergar o cometa.

O Ison está atravessando a constelação de Virgem e se aproximando do Sol. Para vê-lo, deve-se olhar na direção Leste, onde o Sol nasce. Perto do amanhecer, a estrela Spica, a mais brilhante da constelação de Virgem, ainda está visível. “O Ison já está bem baixo [na linha do horizonte], perto de Mercúrio”, explica Gustavo Rojas, astrofísico da Universidade Federal de São Carlos. A previsão é que o cometa passe ao lado de Mercúrio e Saturno, para então se aproximar mais do Sol e desaparecer de vista.