Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Putin recebe água do lago Vostok na Antártica

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, recebeu nesta sexta-feira água do lago Vostok, retirada por cientistas russos após uma perfuração de cerca de 4 km de gelo na Antártida, uma missão que a Rússia considera um sucesso extraordinário.

O ministro de Recursos Naturais e Ecologia, Iuri Trutnev, entregou ao homem forte do país uma garrafa contendo o líquido, explicando que a água foi dada sem nem mesmo ter sido analisada em laboratório, segundo o site do governo.

Questionado sobre a idade desta água, Trutnev informou que ela deve ter de “um milhão a trinta milhões de anos. É a primeira vez que conseguimos água datada deste período. Ninguém tem nada parecido”, declarou.

Vladimir Putin perguntou ao seu ministro, em tom de brincadeira, se ele havia bebido a água. “Não”, respondeu Trutnev.

“Ah, isso teria sido engraçado. Ela seria bebida pelos dinossauros e Trutnev, membro do governo da Rússia”, disse o chefe do governo russo.

A água recebida por Putin, na verdade, não vem do lago, mas da última camada de gelo que o cobre e que os cientistas russos conseguiram perfurar depois de quase 20 anos de trabalho. As primeiras garrafas não devem ser extraídas antes de dezembro de 2012.

Segundo a agência de notícias Ria Novosti, esta última camada é, sem dúvida, água do lago congelado e não de parte do gelo que cobre a Antártica.

Isolado da superfície por milhares de anos, o lago Vostok — 250 km de comprimento e 50 km de largura — pode abrigar formas de vida desconhecidas.