Primeira chuva de meteoros do ano será na madrugada desta quinta-feira

O fenômeno Lirídeas atinge seu pico a partir das 3h no Brasil. Lua crescente favorece a visualização de 15 a 20 meteoros por hora, principalmente no Norte do país

Por Da Redação - Atualizado em 6 maio 2016, 16h05 - Publicado em 22 abr 2015, 14h16

Na madrugada desta quinta-feira acontece o apogeu das Lirídeas, a primeira boa chuva de meteoros de 2015. O fenômeno, que no Hemisfério Sul atinge seu ápice a partir das 3h, poderá ser observado com mais clareza nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Para tanto, basta olhar para a direção Norte, a olho nu, para ver entre 15 e 20 meteoros por hora, de acordo com estimativa dos astrônomos.

Este ano, a visualização é favorecida pelo céu escuro. “A Lua está em sua fase crescente e irá se pôr às 21h. Por isso, sua luminosidade não irá atrapalhar a observação do fenômeno”, explica Rundsthen Vasques de Nader, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e astrônomo do Observatório do Valongo, na UFRJ.

Leia também:

Saiba a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos

Publicidade

Os eventos astronômicos imperdíveis de 2015

Pedaços de cometa – Os meteoros das Lirídeas são pedaços de gelo e poeira do cometa C/1861 Thatcher. Seus destroços entram na atmosfera a cerca de 50 quilômetros por segundo e se desintegram, tornando-se brilhantes. É uma das chuvas de meteoros mais antigas do planeta, famosa por, em 687 a. C. e em 1803, ter causado uma tempestade de cerca de 700 meteoros por hora. Atualmente, o fenômeno é visto todos os anos no final de abril, quando a Terra passa pela “cauda” do cometa, proporcionando a visão de menos de 100 meteoros por hora.

Os destroços do cometa parecem despencar da constelação Lira (daí seu nome). Essa constelação nasce às 0h desta quinta-feira para Estados do Sudeste, como o Rio de Janeiro, e fica próxima ao horizonte. Quanto mais ao Sul, mais difícil é enxergá-la. Por isso, quem está em São Paulo, Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul não poderá ver essa chuva. Em 2015, ela começou em 16 de abril e vai até o dia 23.

Previsão do tempo – Além de pouca luz, o céu limpo é condição essencial para a observação dos meteoros. Entre esta quarta e quinta-feira há previsão de muitas nuvens e de faixas de instabilidade em todo o Brasil. Na região Norte e Nordeste haverá pancadas de chuva durante a noite.

Publicidade

Para quem quiser ver o fenômeno, o melhor é observá-lo longe de ambientes urbanos. “A poluição atmosférica, tanto a de poeira quanto a luminosa, influencia fortemente na observação do fenômeno”, diz Nader.

Para quem não conseguir observar o fenômeno diretamente, uma opção é acessar o site do observatório internacional Slooh, que vai transmitir a chuva de meteoros ao vivo.

(Da redação)

Publicidade