Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pesquisadores registram jato saindo de buraco negro

Pela primeira vez, cientistas localizam região onde são formados os chamados jatos relativísticos, que saem de buracos negros e percorrem galáxias inteiras

Astrônomos registraram a exata região onde um turbilhão de matéria gira ao redor de um buraco negro e dá origem a um jato de plasma. Esse tipo de fenômeno, conhecido como jato relativístico, costuma acontecer em buracos negros situados no centro de algumas galáxias, percorre milhares de anos-luz e, em alguns casos, pode ser visto da Terra. Mesmo assim, sua origem é muito pouco compreendida pelos pesquisadores. Agora, os cientistas do Observatório Haystack, que pertence ao Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), conseguiram registrar pela primeira vez o ponto onde esses jatos surgem. A pesquisa foi publicada nesta quinta-feira na revista Science.

O buraco negro é uma região do espaço com gravidade tão forte que nada consegue escapar – nem mesmo a luz. Ele suga toda a matéria em sua volta, que gira ao seu redor como a água sendo tragada por um ralo. Segundo os cientistas, existem imensos buracos negros no centro da maioria das galáxias. Em algumas delas, esses buracos negros emitem esses poderosos jatos de plasma, que viajam perto da velocidade da luz. Os astrônomos não sabem sua origem exata, mas teorizam que eles são formados a partir dos campos magnéticos da matéria consumida pela gravidade dos buracos negros. No entanto, nunca existiu um telescópio poderoso o suficiente para provar a teoria.

Para conseguir captar a origem do jato, os pesquisadores construíram um telescópio virtual que liga três radiotelescópios nos estados americanos do Arizona, Califórnia e Havaí. Desse modo, atingiram a resolução necessária para encontrar a base de um desses jatos, lançado pelo buraco negro no centro da galáxia M87. Como resultado, os astrônomos observaram que o tamanho do ponto de lançamento era menor que o previsto. Isso aconteceria porque o jato seria gerado por turbilhões de matéria girando na mesma direção que o buraco negro.

Leia também:

Estrela sugada por buraco negro a 3,9 bilhões de anos-luz emite sinais pouco antes de desaparecer do universo

Cientistas captam a mais nítida imagem de um buraco negro

A pesquisa é a primeira a captar o ponto exato de origem de um jato relativístico, e pode ajudar a explicar como eles surgem e redistribuem a energia e a matéria nas galáxias. No futuro, os pesquisadores pretendem adicionar mais radiotelescópios ao conjunto usado na pesquisa, para conseguir estudar as fronteiras de um buraco negro, conhecidas como horizonte de evento, um dos únicos lugares em todo o universo onde a teoria da gravidade formulada por Einstein pode não funcionar.

Perguntas & respostas

  • O que é um buraco negro? Uma região do espaço onde a gravidade é tão forte que nada consegue escapar, nem a luz – é por isso que eles são invisíveis.
  • Como nasce um buraco negro? Para brilhar, uma estrela cria uma força para fora, por causa das reações nucleares que a fazem funcionar, enquanto sua própria gravidade a empurra para dentro. Quando uma grande estrela deixa de funcionar, ela é esmagada pela própria força da gravidade e assim nasce o buraco negro.
  • Quantos buracos negros existem? A maioria dos astrônomos acredita que a Via Láctea – a galáxia onde está a Terra – possui milhões de buracos negros. Cientistas já encontraram muitos buracos negros na nossa galáxia, mas não sabemos ainda quantos existem em todo o universo.
  • Quais os tipos de buraco negro que existem? Os buracos negros galáticos existem por toda a galáxia e possuem uma massa dezenas de vezes maior que a do Sol. Há também os buracos negros supermassivos, com uma massa superior a 1 milhão de vezes a do Sol. Os cientistas acreditam que eles foram criados há bilhões de anos e existem no centro da maioria das galáxias, até da Via Láctea.
  • Existem buracos brancos? Existem apenas na teoria. Eles seriam a outra ponta do buraco negro, que expeliria todo o material absorvido.
  • Como se observa um buraco negro? É impossível visualizar um buraco negro, já que ele não emite luz. Mas, com telescópios de raios-X, é possível detectar a radiação emitida por um buraco negro. Isso acontece porque uma espiral de matéria é sugada por ele. Esse material se aquece e emite raios-X, captados por telescópios como o Chandra, que descobriu o buraco negro ‘bebê’.
  • Qual o buraco negro mais próximo da Terra? O objeto mais próximos e que mais se parece com um buraco negro está a 8.000 anos luz de distância. Fica dentro do sistema Cygnus X-1 e foi objeto de uma aposta entre o físico Stephen Hawking e Kip Thorne. Hawking apostou que não havia um buraco negro. Perdeu.
  • O universo está dentro de um buraco negro? O físico Nikodem Poplawski concebeu um modelo matemático segundo o qual até mesmo o nosso universo estaria dentro de outro, que estaria dentro de outro e assim por diante. Neste modelo, o material absorvido pelo buraco negro daria origem a estrelas e galáxias em outra dimensão. Atualmente, acredita-se que tudo que entra em um buraco negro é destruído.