Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Pesquisadores da USP criam armadilha ‘inteligente’ para combater a dengue

Dispositivo atrai insetos e identifica aqueles que devem ser pegos e os que podem ser soltos novamente

Por Da Redação Atualizado em 6 Maio 2016, 16h11 - Publicado em 8 jul 2014, 13h27

Um grupo de pesquisadores brasileiros e americanos desenvolveu uma armadilha tecnológica para capturar mosquitos que causam doenças e pragas agrícolas. Com uso de inteligência artificial, ela atrai os insetos e identifica aqueles que devem ser pegos e os que, inofensivos, podem ser libertados. “Um sensor decide se prende ou solta o inseto. Se ele ficar preso, o ar o empurra para uma segunda câmara, onde é retido pelo papel adesivo”, diz o pesquisador Gustavo Batista, do campus de São Carlos da Universidade de São Paulo.

O método custa cerca de 30 reais e tem de 98% a 99% de possibilidade de acerto na captura dos mosquitos. De acordo com Batista, já existem armadilhas desse tipo, mas elas capturam também insetos que não precisariam ser combatidos. Para os pesquisadores, a nova tecnologia será eficaz, principalmente, no combate aos mosquitos de gênero Anopheles, vetores da malária, e Aedes, transmissores da dengue e da febre amarela, bem como pragas agrícolas.

Leia também:

Olhar para fotos de comida no Instagram prejudica o apetite

Pesquisadores usam corrente elétrica para provocar sonhos lúcidos

A identificação dos insetos é feita por meio de um laser, que capta as oscilações causadas pelo movimento das asas dos mosquitos e transmite a informação para um circuito que classifica o inseto. Os mosquitos são atraídos para a armadilha por dióxido de carbono e puxados por um fluxo de ar em direção ao sensor, onde são identificados. Depois disso, podem ser liberados ou terminar no outro compartimento, grudados no papel. O dispositivo foi preparado para reconhecer, além dos mosquitos da dengue e da malária, diversas espécies, como a mosca-de-banheiro, mosca-da-fruta, mosca doméstica, abelha, joaninha e besouro.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade