Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Pesquisa investiga hábitos alimentares do brasileiro na pandemia

Consumo de produtos saudáveis cresceu, enquanto hábitos ligados a alimentos processados seguem estáveis

Por Sabrina Brito 18 mar 2021, 16h17

No ano passado, teve início o projeto conhecido como Nutrinet Brasil, maior estudo sobre alimentação e saúde já conduzido no Brasil. O objetivo do levantamento é acompanhar, ao longo de uma década, mais de 200 mil indivíduos por todo o país.

Com base nos dados e informações coletados, podem-se estabelecer relações, verificar padrões e estimar chances de um determinado grupo de brasileiros desenvolver problemas como obesidade e diabetes. Para isso, o Nutrinet investigará o padrão alimentar dos cidadãos do país.

Até agora, dois artigos originados pelo Nutrinet foram publicados. Ao longo dos estudos, foram analisados os hábitos de alimentação de mais de 10 mil pessoas, as quais forneceram respostas tanto antes quanto depois do começo da pandemia no Brasil.

Como resultado, os pesquisadores ganharam uma chance única de verificar como o padrão alimentar do brasileiro mudou com a vinda da pandemia. Foi constatado, por exemplo, um aumento no consumo médio de frutas, hortaliças e leguminosas desde o início da crise.

Por outro lado, o número de indivíduos que comeu pelo menos um alimento ultraprocessado no dia anterior apresentou crescimento. Entretanto, de forma geral, notou-se uma estabilidade do consumo de produtos pouco saudáveis.

Continua após a publicidade

Publicidade