Clique e assine com até 92% de desconto

Pesquisa estima número de civilizações alienígenas na Via Láctea

Publicado no último dia 15, artigo usou equação para estimar que podem haver entre 4 e 211 povos extraterrestres na galáxia

Por Sabrina Brito Atualizado em 17 jun 2020, 16h25 - Publicado em 17 jun 2020, 15h47

Um novo estudo, publicado no último dia 15 no periódico científico The Astrophysical Journal, apontou que o número mais provável de civilizações alienígenas contatáveis na Via Láctea é 36. Trata-se da primeira vez em que se estimou a quantidade de povos extraterrestres inteligentes e comunicáveis na galáxia.

A pesquisa usou como base a Equação de Drake, a qual leva em consideração sete fatores que devem ser computados quando se fala em busca de via alienígena. Entre eles, estão o número de estrelas que se formam anualmente na galáxia e o tempo durante o qual cada civilização seria capaz de enviar sinais de vida detectáveis por nós.

ASSINE VEJA

Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
Clique e Assine

O problema é que a equação envolve incógnitas muito difíceis de se precisar. Por isso, os resultados da conta podem variar muito. Como forma de tentar compensar esse fato, os cientistas participantes do novo estudo buscaram refinar a equação e adicionar novos dados para obter respostas menos genéricas.

Uma das suposições que os pesquisadores fizeram é a de que a vida inteligente se forma de um modo específico, científico, e não aleatoriamente. Por isso, essas civilizações deveriam ter ao menos algumas semelhanças com os terráqueos.

Como resultado, os cientistas concluíram que poderiam haver, em toda a nossa galáxia, entre quatro e 211 povos alienígenas de vida inteligente, capazes de se comunicar com outros. O número mais razoável seria 36.

Contudo, para que nós conseguíssemos de fato fazer contato com alguma dessas populações, seria preciso que eles — e os humanos — vivessem por mais alguns milhares de anos. Isso porque, caso existam, os mais próximos desses extraterrestres viveriam a cerca de 17 mil anos-luz da Terra. Logo, para que uma mensagem deles chegasse a nós e a nossa, até eles,

É importante ter em mente que, apesar da empolgação que pode ser causada pelo estudo, há muitas incógnitas ainda sem resposta. Até que tenhamos um conhecimento mais preciso sobre o universo e a vida alienígena, levará bastante tempo para de fato nos aproximarmos de uma civilização extraterrestre.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade