Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Onda de calor mortal nos EUA com temperaturas recordes e seca

O meio-oeste e o leste dos Estados Unidos registraram temperaturas recordes neste sábado, que causaram a morte de 23 pessoas e preocupam agricultores.

Pelo nono dia consecutivo, a temperatura chegou a 40 graus às 13H45 locais (17H45 GMT) em Washington, se aproximando do recorde de 1930, de 41 graus, segundo os serviços nacionais de meteorologia.

As altas temperaturas causaram a morte de 23 pessoas em todo o país, seis delas na cidade de Chicago, segundo a imprensa.

“Nos principais estados produtores de milho ou de soja, 22% dos cultivos estão em um estado ruim, assim como 43% dos pastos em todo o país”, informou o Drought Monitor, um observatório da seca.

Na segunda-feira, uma frente fria vinda do Canadá deve provocar uma queda de temperatura de cerca de 10 graus. Contudo, os meteorologistas alertam para a possibilidade de fortes tempestades, como a que causou a morte de dezenas de pessoas dia 29 junho e deixou centenas sem energia elétrica.

Oito dias após essa tempestade, 416.192 moradores de Virgínia Ocidental, Virgínia, Ohio, Nova Jersey, Maryland e Indiana continuam sem eletricidade, segundo o ministério de Energia dos Estados Unidos.