Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O grande esquema de venda online de joias falsas no Reino Unido

De acordo com levantamento, mais de um terço das joias de ouro comercializadas online naquele país são vendidas sem permissão

Depois de um estudo que durou dez dias, divulgado na sexta-feira (1º), autoridades britânicas publicaram um parecer sobre a legalidade das joias de ouro que são vendidas online. De acordo com o resultado, 36% desses objetos preciosos, comercializados na internet, podem ser falsos.

Isso se deve ao fato de que, para ser vendido como ouro, um produto precisa ter uma certificação específica no Reino Unido. Sem ela, a comercialização se torna ilegal. O mesmo vale para qualquer objeto composto por metais preciosos (também prata, platina e paládio), a partir de certo peso.

De acordo com o levantamento, aproximadamente 150 mil itens de ouro sem certificação podem estar à venda no Reino Unido. É enorme o risco de, portanto, essas joias serem falsas, uma vez que não foram autenticadas. O grande número de produtos que estão sendo comercializados sem permissão na região constitui uma questão de preocupação pública.

No entanto, segundo os pesquisadores, tanto os legisladores quanto os donos de grandes sites de compra e venda não têm agido de acordo com a lei. Para os cientistas, é preciso criar mecanismos de proteção ao consumidor que faça com que esses itens ilegais não estejam mais presentes na internet.