Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo projeto revela interior das pirâmides

O 'Scan Pyramids' utiliza avançadas tecnologias de luz infravermelha e de partículas para escanear e descobrir como foi feito o interior das construções

O interior das pirâmides do Egito é um mistério há 4.500 anos. Para descobrir como foram feitos os corredores, paredes e câmaras das enigmáticas estruturas arqueológicas, pesquisadores da Universidade do Cairo e do instituto francês HIP, em conjunto com o Ministério de Antiguidades do Egito, estão utilizando novas tecnologias para escaneá-las e, assim, melhor compreender como foram construídas.

Leia também:
Enigma da tumba de Tutancâmon está prestes a ser revelado
A verdade sobre as 10 pragas do Egito

O novo projeto, chamado Scan Pyramids, utiliza avançadas tecnologias de luz infravermelha e de partículas (com o emprego da partícula elementar múon), além de metodologias de reconstrução em 3D para desenhar mapas detalhados do interior das pirâmides. A luz e as partículas subatômicas foram usadas para escanear o interior das famosas atrações sem danificá-las, pois têm a habilidade de penetrar nas estruturas e revelar com minúcia como foram construídas.

Com a nova tecnologia, o processo de recriar em imagens o interior das pirâmides demora até 40 dias, prazo para que as partículas forneçam informações suficientes sobre a estrutura. A primeira imagem realizada pelos pesquisadores mostra uma pirâmide de 4.600 anos conhecida como Pirâmide Bent, ao Sul de Cairo.

Veja abaixo o vídeo em inglês que mostra o projeto em funcionamento: