Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nova tripulação chega à ISS em “voo expresso”

A nave Soyuz, tripulada por três astronautas, realizou o trajeto até a ISS em menos de seis horas

A nave Soyuz TMA-09M, tripulada por três astronautas, chegou nesta quarta-feira à Estação Espacial Internacional (ISS) depois de decolar da base de Baikonur, no Cazaquistão, às 20h31 GMT (17h31 de Brasília). A bordo do foguete estavam o russo Fedor Yurtchikhin, a americana Karen Nyberg e o italiano Luca Parmitano, que está em sua primeira viagem espacial.

O acoplamento aconteceu às 2h10 GMT (23h10 de Brasília), após menos de seis horas de voo, em um trajeto que costumava durar até dois dias. A grande economia de tempo foi possível graças às novas tecnologias que permitem à cápsula Soyuz orbitar ao redor da Terra apenas quatro vezes, contra as 34 que eram necessárias até agora.

Os três astronautas se reuniram a bordo da ISS com os russos Pavel Vinogradov e Alexandre Missurkin e o americano Chris Cassidy. A tripulação deve permanecer seis meses na ISS e realizar diversas saídas ao espaço, assim como uma missão de demonstração da cápsula americana Cygnus, que deve ter capacidade para transportar duas toneladas de carga.

Desde que os Estados Unidos abandonaram em 2011 o programa dos ônibus espaciais, a Rússia é o único país do mundo capaz de transportar astronautas para a ISS.

O voo “expresso” já havia sido realizado no final de março deste ano, quando Chris Cassidy, Pavel Vinogradov e Alexander Misurkin chegaram à ISS em seis horas, também com um voo de quatro órbitas. A opção pelo trajeto rápido foi feita por Moscou depois do sucesso do lançamento de três naves de carga Progress (em agosto, outubro e fevereiro) para a ISS, que chegaram à Estação Espacial Internacional depois de apenas seis horas de voo.

Leia também:

Nave Soyuz se acopla à ISS em tempo recorde

(Com Agência France-Presse)