Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nepal usa satélite para rastrear tigre

Após invadir resort turístico, animal é capturado e levado de volta à selva com uma coleira com GPS

O projeto é parte dos esforços do Nepal em dobrar a população de tigres. Durante os últimos 100 anos a população desses felinos diminuiu em 95%

Um tigre selvagem ferido que entrou em um resort turístico no Nepal foi levado para um novo lar e agora será monitorado via satélite. O animal foi capturado depois de ter se perdido na periferia do parque nacional de Chitwan, que fica no sul do país.

Batizado de Namobuddha, o tigre recebeu cuidados médicos e foi levado para a selva de Bardia, a 600 quilômetros do parque, na região oeste do Nepal. O time de veterinários soltou o felino no sábado. Antes disso, contudo, recebeu uma coleira especial contendo um rastreador GPS. O sistema vai permitir que os cientistas monitorem a adaptação do animal no novo lar.

O governo do Nepal declarou que a iniciativa, executada com apoio de especialistas da organização não governamental WWF, ajudará a entender como animais sob risco de extinção se comportam no meio selvagem.

Risco de extinção – O projeto é parte dos esforços do Nepal para dobrar a população de tigres. Os animais populavam a região sul do país em grandes números, mas foram dizimados por caçadores de peles e pela destruição do habitat natural. Uma pesquisa conduzida pela WWF em 2008 descobriu que existem no Nepal apenas 121 tigres adultos em idade de procriação.

Especialistas dizem que a pobreza e instabilidade política no Nepal criaram as condições ideais para a atuação de caçadores que vendem a pele, carne e os ossos dos tigres – artigos valiosos na medicina chinesa.

A WWF alerta que os tigres correm sério risco de desaparecerem do meio selvagem. Durante os últimos 100 anos a população desses felinos diminuiu em 95%, de 100.000 em 1900 para 3.200 indivíduos no século 21.

(Com Agência France-Presse)