Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Missão Rosetta: robô envia dados antes de bateria acabar

Robô Philae transmitiu durante a noite dados de experiências científicas

Uma nave robô pioneira parou de funcionar neste sábado, depois de enviar por rádio os resultados de experiências científicas feitas na superfície de um cometa, anunciaram cientistas. O robô Philae transmitiu durante a noite os dados das experiências antes de entrar em moto inativo por falta de bateria. Foram quase 60 horas de missão.

Levada a bordo da sonda Rosetta, que está em órbita, a Philae flutuou até a superfície do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko na quinta-feira, mas não conseguiu posicionar os arpões de ancoragem. Ao entrar em contato com a superfície inesperadamente dura do cometa, ela saltou de volta para o espaço duas vezes e depois parou num local ainda desconhecido, a cerca de um quilômetro de distância do seu alvo original.

Em VEJA: A missão Rosetta: um grande passo para a humanidade

Antes de desligar, a Philae desafiou as probabilidades e enviou pelo rádio, para a Terra, os resultados dos experimentos científicos realizados para análise. “O Philae está em modo inativo. Todos os dados da primeira sequência científica foram baixados com êxito”, anunciou a Agência Espacial Europeia (ESA) no Twitter.

“Recebemos tudo. Tudo aconteceu exatamente como estava previsto. Conseguimos, inclusive, fazer a rotação para otimizar a recepção da luz nos painéis solares”, declarou o cientista Jean-Pierre Bibring em uma entrevista por telefone à agência France-Presse no centro de controle de Philae em Colonia, Alemanha.

“Concluímos esta primeira fase absolutamente fabulosa (…) Temos muita vontade de continuar explorando. Percebemos que é muito diferente do que imaginávamos, é fantástico”, declarou Bibring, sem revelar detalhes.

Leia mais:

Ouça o ‘canto’ do cometa em que o módulo de Rosetta pousou

Problemas do pouso no cometa desafiam cientistas da missão Rosetta

Philae radiografou o interior do cometa, estudou seu magnetismo, fez imagens do sol e analisou moléculas complexas emitidas pela superfície. A última tarefa do robô foi se reposicionar para que, quando o cometa for em direção ao sol, as baterias possam ser recarregadas para que o módulo volte ao modo ativo.

(Com agências Reuters e France-Presse)