Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meteorito gigante atingiu a Austrália há 360 milhões de anos

Medindo entre 10 e 20 quilômetros, o corpo celeste abriu uma enorme cratera, atualmente encoberta por uma camada de 3 quilômetros de sedimentos

Uma equipe de cientistas descobriu que um gigantesco meteorito atingiu a bacia de East Warburton, na Austrália, há 360 milhões de anos. Medindo entre 10 e 20 quilômetros, o corpo celeste abriu uma enorme cratera, atualmente encoberta por uma camada de 3 quilômetros de sedimentos.

Segundo Andrew Glikson, da Universidade Nacional da Austrália, o que chama a atenção é a extensão da zona de impacto do meteorito: um raio de 100 quilômetros. É a terceira maior zona de impacto em todo o mundo.

Glikson disse que o estudo do terreno foi iniciado após outro cientista identificar anomalias na estrutura de cristais das rochas da região. “Depois disso, passei meses em um laboratório fazendo testes com microscópio para medir as orientações dos cristais, e constatei que as rochas encontradas no local apresentavam marcas de um impacto extraterrestre.”

Além do impacto local, a queda do meteorito também teve efeitos globais. Segundo Glikson, o choque provocou gigantescas nuvens de fumaça e vapor, que teriam coberto a Terra.

Leia também:

Ainda não entendeu a diferença entre asteroides, meteoros e meteoritos? Este gráfico vai acabar com suas dúvidas

Rússia: sobe a 950 total de feridos após queda de meteorito

Tudo o que você precisa saber sobre o asteroide 2012 DA14

(Com agência France-Presse)