Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marrocos pede que pesqueiros europeus deixem suas águas

O Marrocos pediu aos barcos que operam no âmbito do acordo de pesca firmado entre o país e a União Europeia (UE) que deixem imediatamente as “águas nacionais”, em reação a uma votação dos deputados europeus, que bloquearam nesta quarta-feira a prorrogação de um acordo bilateral vigente.

“Nenhuma atividade de pesca da frota europeia será tolerada e todos os barcos operando no âmbito do acordo de pesca entre Marrocos e a UE estão convidados a deixar as águas territoriais nacionais, esta quarta-feira, antes da meia-noite”, informou o ministério marroquino de Relações Exteriores, em um comunicado.

Os deputados europeus bloquearam nesta quarta-feira a prorrogação deste acordo, pedindo que os interesses da população sarauí sejam levados em conta.

“A decisão do Parlamento europeu marca, assim, um desenvolvimento lamentável, com sérias consequências sobre o futuro da cooperação entre o Marrocos e a UE em matéria de pesca”, acrescentou o ministério.

A chancelaria marroquina destacou que o voto do Parlamento europeu “interpela (…) as autoridades do Reino enquanto à possibilidade de uma reavaliação global de sua associação com a UE”.

O Marrocos lamentou o voto do Parlamento europeu, destacando que ocorre em um momento em que “se celebram negociações com a UE no âmbito das perspectivas promissoras para ambos em outros aspectos da cooperação, entre eles o comércio de serviços, a mobilidade e a readmissão, bem como a implementação de um ‘estatuto avançado’ e em particular a perspectiva da instauração de um Tratado de Livre Comércio global”.